Curta e fique por dentro!

[Resenha] A Proposta.


Título original: The Proposition
Autor (a): Katie Ashley
Editora: Pandorga
Ano: 2013
ISBN: 9788561784393

Sinopse: Com a chegada dos trinta anos, Emma Harrison está com seu relógio biológico tinindo e ainda aguarda o seu príncipe encantado aparecer. Ela está ficando sem opções, principalmente depois que seu melhor amigo gay desistiu de ser seu doador de esperma. Claro, sempre há um banco de esperma, mas Emma tem medo de que haja alguma confusão com a doação e ela possa receber a semente de um monstro assassino ou algo do tipo. O maior mulherengo da empresa, Aidan Fitzgerald, está acostumado a sempre conseguir o que quer, principalmente no quarto. Quando Emma rejeita suas investidas na festa de Natal da empresa, ele fica determinado a conquistá-la a qualquer custo. Ao saber sobre a difícil situação de Emma, ele rapidamente faz uma proposta que beneficiará a ambos. Ele será o pai do filho da Emma, mas ela precisará concebê-lo naturalmente, com ele. Sem ninguém com quem namorar ou simplesmente fazer sexo casual, Emma reluta em aceitar a oferta, mas o charme dele e o intenso desejo dela pela maternidade vencem a questão. Logo as seções para a concepção do bebê se tornam mais do que físicas. Aidan não parece se afastar dela, enquanto Emma começa a pensar que ele pode ser o homem certo.

"Emma foi surpreendida por ele, e Aidan também se surpreendeu consigo mesmo. Ele nunca tinha imaginado compartilhar algo tão pessoal, mas ela tinha algo que fez com que ele quisesse se abrir — compartilhar coisas com ela como ele normalmente não ousaria fazer." 

Emma Harrison está quase chegando aos trinta anos e continua solteira e sem filhos. Seu noivo, Taylor morreu e desde então, ela teve uma série de relacionamentos fracassados. Como se não bastasse, Emma também perdeu a mãe e ainda não conseguiu superar essa perda.

Com seu relógio biológico cada vez apitando mais rápido, ela pede a seu melhor amigo, Connor, que seja o doador de esperma. Para ele estava tudo bem e aceitou, claro que faria isso por sua melhor amiga, afinal se conhecem desde a adolescência, só que o namorado de Connor pensa diferente e não está preparado para ser pai ainda.

Chateada, Emma decidi ignorar as tentativas de Connor de se desculpar. Até que ele a encurrala no trabalho. Aidan que estava passando na hora e pensou se tratar de uma situação de assédio, logo interferiu na discursão, o que deu tempo de Emma escapar do amigo. Depois que ela saiu, Connie explicou toda a situação a Aidan.

Querendo vê como Emma estaria, Aidan fica esperando-a sair para saber como ela está. Ele a convida para um drink e não deixa que ela recuse. Conversa vai, conversa vem, Aidan se oferece para ser o doador, Emma pensa em todos os motivos para recusar, mas ao analisar minuciosamente toda a situação, ela mostra a ele o contrato e se ele ainda assim concordar com os termos, ela terá o aquilo que mais deseja, ser mãe. A única condição do Aidan é que tudo seja feito ao modo natural, será que ela concordará?

"Às vezes é como se eu nunca fosse superar, como se eu fosse ter esse buraco no coração pelo resto da vida."

Fui muito empolgada para ler esse livro e acabei quebrando a cara. O livro não é ruim, não é isso! Só que eu já unha lido essa história antes, na época em que as fanfics bombavam, não sei dizer se esse livro era uma fanfic e se tornou livrou ou se o que eu li foi uma "fanfic adaptada" (quem é fanficqueira entenderá). Enfim, é uma história gostosa de fazer, mas que para mim não foi tão legal por conta da sensação de deja-vú.

Emma tem esse desejo louco de ser mãe, nunca desejei tanto uma coisa como ela, então não me senti próxima da personagem. Ela é bem cativante, aquele tipo de pessoa que você quer por perto, pois sabe que poderá contar com ela sempre. Emma passou por perdas dolorosas e acredita que ter um filho a ajudará a conviver melhor com a dor, não sei se é o melhor método, mas cada um lida com a dor de algum modo né?!

Aidan é uma pessoa complexa demais. Ele não tem uma bagagem emocional terrível como outros personagens, mas um relacionamento fracassado do passado causou um trauma nele que o mantém distante de relacionamentos sérios. Tirando isso, ele é uma excelente pessoa, valoriza a família, é dedicado aos amigos e ao trabalho, é divertido, bonito e apaixonante.

O romance é clichê! Porém, a autora soube conduzi-lo de modo a ficar interessante, e não chato ou previsível demais. É doce, cativante, com a dose certa de sensual e o bom e velho drama para dar ainda mais história ao enredo.

A escrita da autora é muito envolvente, realmente da pra se "perder" na história. Por a narrativa ser intercalada entre o ponto de vista de ambos os protagonistas, o leitor tem uma ampla visão do que está se passando na mente deles, o que traz a sensação de intimidade, como se de fato estivéssemos ali e fôssemos amigos.

Se você quer uma leitura que te fará rir, te entretenha, que te faça torce pelos personagens, esse livro é o ideal. Mas, se você quer um romance com uma pegada mais sensual (não vulgar), algo delicioso de se ler esse livro também é uma excelente indicação. A proposta é um livro divertido, romântico, estilo sessão da tarde e é uma ótima leitura.

"Ela só estava com medo de assustá-lo. Todo o relacionamento deles era como um balão frágil que ela tinha medo que pudesse estourar a qualquer momento."

Beijos e até o próximo post!

15 comentários:

  1. Oiii Thay tudo bem?
    Infelizmente dessa vez a obra não despertou meu interesse, por isso irei pular a dica, mas fico feliz que tenha trazido a resenha para nós que ficou ótima e sou viciada em post it hahaha
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Oii, tudo bem?
    Não conhecia o livro, confesso que não me chamou muito a atenção. Fico feliz que você tenha gostado e que a autora tenha uma escrita envolvente, mas não curto muito o gênero, então, vou passar a dica.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Parece ser um livro bem clichê, mas confesso que às vezes é tudo o que a gente precisa. Fiquei interessada na leitura, ainda que se pareça com uma fanfic.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Eu li essa série já tem um tempo e lembro que na época tinha adorado esse casal. Sua resenha me fez recordar vários momentos e a mocinha me atrai muito por sua desenvoltura pra lidar com o inesperado.
    A série toda no entanto esse livro não foi meu preferido. Pois amei Par perfeito espero que curta tanto quanto eu.
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem?
    Eu já comecei a ler essa série, sem saber do enredo, e acabei desistindo. Não me incomodo com o fato da obra ser clichê, mas alguns estereótipos de personagens eu não engulo. Em especial, detesto ver personagens como Aidan sendo romantizados.
    Que pena que você sentiu que quebrou a cara com este livro, mas pelo menos não chegou a ser uma leitura que você considerasse desagradável, né? Eu gostei muito da sua resenha, mas, infelizmente, o livro não é para mim.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Eu não consegui me senti atraída pela história.
    Sua resenha está excelente, parabéns! Mas dessa vez não vou anotar a dica!
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Já li muitas resenhas díspares sobre esse livro, de gente que amou, odiou e de pessoas que assim como você acharam o livro ok. Eu adoro um romancezinho clichê, mas só quando o clichê é bem feito e, apesar de você ter dito que a autora soube conduzi-lo, não senti isso nesse livro em particular. No momento não é um livro que eu leria, mas quem sabe no futuro?
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. olá... então, realmente achei a premissa bem aquela coisa de sessão da tarde mesmo, só pra entreter... e já não sou dada a romances...
    gosto de leituras mais densas... deixo a dica passar...
    bjs...

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Uma resenha interessante, gosto de romances, boa noite.

    ResponderExcluir
  11. Oi. pena que a história não foi legal para você e que confusão essa da fanfinc, hein. A história não chamou minha atenção, mas lembro de ter visto algo vagamente familiar em um filme.

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem?

    Eu não conhecia o livro, esse é o meu primeiro contato e confesso que não chamou muito minha atenção. Sua resenha ficou boa, mas como não sou fã de romances, deixo para as meninas do blog.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oie amore,

    Primeiro tenho que elogiar a criatividade no nome do blog, segundo o blog está lindo, parabéns!
    Quanto ao livro, ainda não conhecia... mas já me interessei e anotei a dica por aqui!
    Amei!!!

    Beijoka!

    ResponderExcluir
  14. Oiee,achei bem clichê a proposta do livro, mas mesmo assim ainda acho que seria bem divertida haha, fiquei curiosa agora e pretendo ler sim!

    Bjs

    http://www.leituraentreamigas.com.br/2017/05/novidades-literarias-de-maio-galera.html#.WTAi5usrLIU

    ResponderExcluir
  15. Bom, essa história me lembrou "Plano b" mas só a premissa é a mesma. Eu gosto dela, aliás. Da pra correr por vários caminhos dependendo do gênero. Prefiro o romance né, então vou ler esse!

    ResponderExcluir

© Entre óculos e Livros - Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayanne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo