Curta e fique por dentro!

[Resenha] De repente, é ele.


Título original: His, unexpectedly
Autor (a): Susan Fox
Editora: Única
Ano: 2013
ISBN: 9788573128680

Sinopse: Quando o destino cruza caminhos improváveis, como resistir? Jenna Fallon sempre foi uma mulher livre e decidida, que segue apenas uma única regra: ignorar regras. Então, quando seu carro quebra a caminho de Vancouver e ela é obrigada a pegar uma carona com um belo desconhecido, Jenna se encanta ao perceber que ambos possuem a mesma ideologia de vida: não se amarrar a ninguém. O biólogo Mark Chambers está sempre mudando de um local para outro assim como nunca fica com uma única mulher. Quando ele e Jenna cruzam a costa do Pacífico acampando, mergulhando e fazendo o melhor e mais quente sexo de sua vida, Mark já não tem certeza se quer se despedir. Será que Jenna será corajosa o suficiente para encarar o desafio de ficar com o cara que pode ser perfeito para ela? De repente, é ele.

"Eu não deixaria um cara bagunçar a minha vida de novo de jeito nenhum. Ou melhor, não me permitiria estragar a minha vida por causa do que sentia por um cara."

Jenna é a terceira filha do clã Fallon. É conhecida por sua natureza livre, ela nunca fica muito tempo num mesmo lugar, está em constante mudança. O que faz sua família enxerga-lá como irresponsável. Com o casamento de Merilee se aproximando, Jenna precisa ir para casa, porém no meio da viagem seu carro quebrou e o dinheiro que carregava não era suficiente para o conserto.

Jenna faz amizade com o mecânico local e deixa o carro aos seus cuidados, com a promessa de logo voltar para buscá-lo. Enquanto esperava a vistoria do carro ficar pronta, ela foi até o café em frente a oficina. E ali no meio do nada, ela conheceu Mark Chambers, um cientista muito sexy, que a encantou com seu jeito tímido de ser.

Ao saber que ele tem um triste, Jenna de oferece para pegar carona com ele. Caso ele recusasse, ela teria que pedir carona na estrada. Notando a determinação dela em chegar em Vancouver, Mark deixa que ela vá com ele, até porque ambos vão para o mesmo local. Durante essa road tripp, eles se conheceram melhor e entenderam porque os opostos se atraem.

"Beijá-la era como... Ser atingido por um raio, mas de um jeito bom. Um jeito espantosamente bom."

Ano passado, eu comecei a ler esta série, só que já a tinha na estante desde 2015. Como gostei muito dos volumes anteriores sabia que iria gostar bastante deste também, até porque uma colega minha que leu disse que gostou. Então, munida de muita curtiosidade e zero expectativas, me entreguei a esta leitura divertidíssima.

Jenna é muito folha ao vento, ela vai aonde lhe dar na telha, se relaciona com quem lhe atrai e nunca passa muito tempo trabalhando num mesmo lugar, o que muitos veem como irresponsabilidade, para ela é fazer aquilo que se deseja e ser espontânea. Sua família a ama, mas ela nunca se sentia acolhida e eles criticam bastante seu estilo de vida, ela finge não ligar para isso, porém a mágoa muito.

Mark cresceu numa comuna liberal. Sua mãe era uma hippie, que fazia sexo com qualquer um e era viciada em drogas, sendo assim ele nunca soube quem era seu verdadeiro pai. Após a morte prematura da mãe, Mark foi levado para morar com os avós maternos, que sempre de julgaram por não terem sido mais firmes com a filha. Os avós de Mark são boas pessoas, mas temem que ele possa seguir o caminho da mãe, e por isso o mantiveram em rédea curta e mesmo depois de saberem que ele não tem nada haver com a mãe dele, continuam com esse receio, além disso não é da natureza deles serem muito afetuosos.

Esse é o casal mais improvável que já conheci. O Mark é tudo o que a família da Jenna aprovaria e a Jenna é tudo o que a família de Mark tem receio. O Mark é focado e cientista, já a Jenna lembra muito a mãe de Mark em vários aspectos. E essas características deles fazem com que um queira distância do outro, mas ao se verem confinado a um trailer, eles acabam baixando as barreiras de proteção e se conhecendo melhor. O que era um flerte inocente, acaba ganhando outra proporção ao despertarem sentimentos que eles desconheciam e que causa medo.

Esse foi o livro que li mais rápido da série. Eu peguei-o para ler umas 50 páginas, só para sentir como seria a história e acabei lendo 100 e poucas. A narrativa da Susan é fluída e rápida em todos os livros dessa série, porém essa coisa de viagem de trailer, as descrições dos lugares, o modo como o casal se relacionava deixou tudo muito mais interessante, e eu só queria ler mais e mais. Não é o meu favorito da série, mas com certeza, conquistou um lugarzinho especial no meu coração.


Beijos e até o próximo post!

14 comentários:

  1. Olá, tudo bem?
    Essa série foi uma decepção para mim, foi uma das primeiras que li.
    Fico feliz que tenha gostado da série, um beijo.

    ResponderExcluir
  2. Olá
    É muito bom quando um livro tem enredo é envolvente, kkk, lê 50 páginas e acaba lendo desse tanto. Eu não sou muito chegado ao gênero que é essa série, mas já vi diversas críticas positivas sobre a autora. Enfim, eu passo a dica, até mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi, Thay.
    Eu tenho essa série na estante há muitos anos e preciso encontrar tempo para ler essa história!!
    Adorei a sua resenha!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  4. Nunca li essa série, mas vejo opiniões bem diversas sobre ele. Ainda bem que sua leitura foi em geral positiva. Vou anotar a dica! Quem sabe futuramente!

    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Não sabia da existência dessa série hahaha fiquei surpresa porque adoro livros com viagens e essas coisas. Quero para ontem!

    ResponderExcluir
  6. Comecei a ler esta serie me 2014 e não consegui finalizar nem o primeiro livro. Acabei trocando no Skoob. Lendo a sua resenha agora, me deu vontade de ler novamente, então, vou providenciar o primeiro volume, até chegar nesse aqui.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá
    Não conhecia a série, gosto de livros que me fazem viajar, com boas descrições dos locais por onde passa. Mas a trama geral não é bem o que gosto, não sou muito fã de romances, e mesmo com esse elemento viagem acabei não sendo fisgada.

    ResponderExcluir
  8. Heiii, tudo bem?
    Ainda não li nada da Susan Fox, e ja li varias resenhas sobre a serie que ela escreveu.
    Acho as capas lindas e sempre vejo em promoção nas livrarias, vontade de comprar pra conhecer.
    Adorei saber mais da historia do livro, nem sabia do que se tratava.
    Bom que gostou, apesar de nao ser seu favorito da serie.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  9. Olá tudo bem?
    Eu ainda não conhecia a série e fiquei bem curiosa com ela. Que bom que para você foi uma leitura positiva, talvez eu dê uma chance.

    beijinhos!

    ResponderExcluir
  10. Oi, Thayenne!

    Eu não sou muito fã de leituras em série, ainda que leia de vez em quando uma. Mas, vou anotar e depois ver com mais calma. Tenho muitas leituras esse ano, por isso, quase não dá para incluir livro novo, mas obrigada pela indicação, sempre deixo anotado para olhar depois.
    Abraços,
    Drica.

    ResponderExcluir
  11. Oi tudo bem?
    Tenho lido muitos comentários sobre essa série, mas confesso que ela não me pegou. A capa é até bonitinha, a sinopse até convida a ler, mas sabe quando não rola aquela curiosidade para saber mais? Pois é, me sinto assim. Sua resenha ficou ótima, mas não me convenceu a ler, acho que a temática do livro para mim já está saturada, por isso talvez não tenha me interessado em ler!

    ResponderExcluir
  12. Oiee tudo bem?

    Infelizmente o livro não me chama a atenção, ultimamente tudo parece tão igual, um copia e cola que perco até o interesse...

    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Oi, Thay!
    Eu ultimamente tenho lido tantos gêneros diferentes, que não me importaria nem um pouco de conhecer esse. Ele não me chamou atenção, mas a forma com que você falou sobre ele, me intrigou. Parece uma leitura ótima.

    ResponderExcluir
  14. Oi Thayenne, sua linda, tudo bem?
    Eu tenho essa série, mas acredite eu ainda não consegui ler. Que bom saber que o livro é divertido e que esse casal é improvável, isso torna tudo mais interessante, risos...Ás vezes alguém diferente é tudo o que o outro precisa para agitar o seu mundo. Não vejo a hora de ler. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

© Entre óculos e Livros - Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayanne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo