Curta e fique por dentro!

[Resenha] Pulsação.


Título original: Pulse
Autor (a): Gail McHugh
Editora: Arqueiro
Ano: 2015
ISBN: 9788580414349

Sinopse: Emily Cooper sempre pensou que iria se casar e viver ao lado de Dillon Parker. Porém, após conhecer Gavin Blake, toda essa certeza foi por água abaixo. Arrebatada pelo sexy empresário, ela se entregou a uma paixão avassaladora, mas que logo foi abalada por uma dolorosa revelação. Mesmo com o fim do tórrido relacionamento, Emily percebe que está disposta a arriscar tudo para ficar com o homem que domina seus pensamentos e sonhos desde o dia em que se conheceram. Agora ela só pode se apegar à esperança de que Gavin ainda a deseje, apesar de todos os seus erros e defeitos. Com o coração partido, Gavin se isola da sociedade e se fecha em um mundo autodestrutivo. Emily não está acostumada a ser forte, mas terá que encontrar dentro de si a coragem e a confiança necessárias para lutar por seu amor e trazer Gavin de volta. Neste desfecho da série, os leitores ficarão ainda mais apaixonados por Emily e Gavin, envolvidos em uma jornada de perder o fôlego e acelerar a pulsação.

"Obrigada por querer tudo comigo, o bom, o ruim e tudo o que há entre um e outro."

Emily demorou a escolher e assim Gavin o fez por ela. Viajou e não quis que ninguém soubesse para onde, principalmente ela. Depois que Gavin partiu, ela foi até seu apartamento e após muito bater e chamar foi embora. No dia seguinte, teve que lidar com o Dillon, já que fugiu do apartamento dele na calada da noite e esperava que Gavin estivesse ao seu lado para informar que o noivado estava acabado.

Abusivo como sempre, Dillon quebra o pau em cima dela e é contudo pelo cunhado de Emily (marido irmã dela), que imediatamente aciona a polícia e lá mesmo solicitam uma ordem de restrição. Emily fica tão arrasada com a ausência de Gavin que não consegue sentir alívio por finalmente ter enxergado o verdadeiro Dillon e ter se livrado dele

Enquanto isso no México, Gavin mergulha na bebida tentando se livrar da imagem de Emily, que o persegue onde quer que vá. Por ter jogado fora seu celular, ele não sabe de nada que aconteceu com Emily e só quer o máximo de distância do casal.

Cansada de sempre está no papel de vítima, Emily pede ajuda a Colton, irmão mais velho de Gavin. A princípio ele não quer se envolver, porem acaba aceitando ajudá-la. Emily larga tudo e vai atrás de Gavin, e ai vê-lo nos braços não de uma, mas de duas mulheres, ela vai embora. Contudo, Gavin a viu e não deixará que ela parta assim sem mais nem menos.

"Você me mostrou o que é ser amada de verdade, de todo o coração e até o fim dos tempos. Como posso lhe agradecer por tudo isso?"

Pulsação começa exatamente onde Tensão acabou. Eu estava me roendo de curiosidade em relação a esse livro, por causa do engenhoso gancho que houve no final do livro anterior. Eu precisava saber o que aconteceria e qual futuro Gail destinaria a Emily.

Quando postei a resenha do volume anterior, vi algumas pessoas falando que não curtiram a Emily, e fiquei me perguntando o porquê disso, já que ao meu ver a Emily é uma personagem muito forte e nem um pouco bobinha ou mimizenta como outras personagens por aí a fora. Se foi por causa do triângulo amoroso, eu acho besteira, pois a autora deixou bem claro porque era tão difícil para ela escolher. Enfim, o que quero dizer é, gostei muito da personagem e nesse livro ela irá mostrar uma nova faceta, que me deixa ainda mais encantada com essa história.

Gavin continua o príncipe de sempre, só que nesse livro ele vai ter que engolir muitos sapos para fazer a Emily ter paz e sossego, tudo porque o infeliz do Dillon voltará a infernizar. O que Gavin tem de charmoso, perfeito, encantador e compreensivo, o Dillon tem de destestável, principalmente agora que não precisa ser esconder atrás de uma máscara de bom moço.

~ alerta de spoiler on

O drama ganhou mais força nesse livro por conta de uma situação atípica. Emily está grávida e não sabe quem é o pai. Boa parte da história vai girar em torno dela tentando decidir o que será melhor para si, dar um fim na gravidez e ter uma vida tranquila com Gavin ou continuar com a gravidez e ter que lidar com os caprichos de Dillon, sem contar o fato de que será que o Gavin vai aceitar essa situação? É uma situação bem delicada e que precisa ser analisada com muito cuidado. 

~ alerta spoiler off ~

Eu achava que era difícil me encantar ainda mais com uma mesma história, mas me enganei! Pulsação foi um livro montanha russa de sentimentos para mim, numa hora eu estava feliz por Emily e Gavin terem se acertado, na outra eu estava confusa com a Emily lidando com sua nova "condição", depois raiva e ódio do quão idiota o ser humano poder ser e os danos que o Dillon causava afetava demais o psicológico da Emily, e aí eu sentia empatia e desejo de vingança tudo ao mesmo tempo.

O livro não é só uma historinha boba de um relacionamento perfeito, é a história de duas pessoas totalmente diferentes tentando fazer uma relação dar certo, mesmo com situações e pessoas tentando atrapalhar. É um livro romântico, com um protagonista masculino maravilhoso e que me arruinou para qualquer homem hahaha. O Gavin não é perfeito, mas seu modo de enxergar a vida e de fazer tudo ao seu alcance para que Emily fosse feliz, foi energizante e me fez almejar por um relacionamento parecido, alguém que lutasse por mim e comigo para ser feliz. Enfim, foi um livro incrível, que me emocionou, me encantou, envolveu, me cativou. Uma linda história de amor que deu certo. 


Beijos e até o próximo post!

17 comentários:

  1. Que bacana, não conhecia o livro mas ele parece ser muito bom! A capa é linda também e nos chama muita atenção, sua resenha me deixou interessada na história. Vou colocar na minha lista de desejados!

    MEMÓRIAS DE UMA LEITORA

    ResponderExcluir
  2. Eu li ele logo que lançou e confesso que amei mais ele do que tensão. Tenho ambos e acho que até darei uma relida. Adorei a resenha. Parabéns. Uma pena que o livro não fez tanto sucesso.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Nossa, não conhecia o livro e puxa, gostei...

    não é algo que eu costume ler, mas a sua resenha me fez ficar curiosa!

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Minha história com essa duologia foi uma junção de amor e ódio, pois quando saiu o livro um eu fiquei baita curioso para ler o livro e os ventos sopraram tanto ao meu favor que acabei ganhando o livro ainda no mês de seu lançamento. E o que eu fiz? Deixei de lado e acabei trocando o mesmo rsr. Enfim, foi uma vontade passageira que quando eu consegui o livro eu perdi a vontade de ler. Achei bacana a sua resenha e eu amo essa capa. Até mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Olá linda,

    Eu sempre quis ler esses livros por causa dos títulos que lembram intensidade e acontecimentos inesquecíveis que marcam as vidas das pessoas para sempre e como Emily é uma personagem forte e que encara tudo com certeza lerei com muitas expectativas.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Eu tenho este livro em casa, mas ainda não o li. Agora fiquei bem curiosa pelo enredo, pois muita gente fala super bem.
    Beijos
    www.estilo-gisele.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Eu li o primeiro e fiquei desesperada pelo segundo, acabou que até hoje não li. Aliás, foi bom ler sua resenha, me lembrou que precisooo ler logo!
    Eu Odiei o Dillon e amei demais o Gavin. Mas realmente, ela me irritou demais em alguns momentos com pitis denecessários e sua cegueira e falta de atitude quanto ao Dillon. Vamos ver como vai ser nesse segundo livro, já vi que vou surtar já que você diz que o outro continua a infernizar. Aff! rsrsrs Deus me ajude!!!

    Beijinhos.
    Jaque - Meus Livros, Meu Mundo

    ResponderExcluir
  8. Oi, Thayanne!
    Acho que já vi esse livro por aí, mas não cheguei a me interessar em ler.
    Xiiii.. A história tem um triângulo amoroso. :/ Estou fugindo de histórias assim por enquanto, mas fico feliz que tenha curtido bastante a história.
    Emily está bem confusa pelo que vejo, e com essa 'condição' indesejada vai ficar mais difícil.
    Vou guardar essa dica para depois. Obrigada! ^^
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  9. Gente, que livro do babado. Cheio de reviravoltas. Me lembrou casos de família - não me pergunte o porque, kkk. E tem livro um, antes desse, né? Vou querer ler.
    Não é o tipo de leitura que curto, mas esse me deixou mega curiosa!
    Beijão.

    ResponderExcluir
  10. Oie
    Li esse livro logo que saiu.
    Gostei bastante. Foi bom para melhorar uma ressaca literária que estava amargando heheh
    Otima resenha
    Bjsss

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem?
    Não gostei muito desse livro, lembro de ter lido pouco tempo após o lançamento, e foi um pouco decepcionante.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  12. Olá! Então, o fato de gostar ou não é bem pessoal. Te confesso que a premissa de nenhum dos livros me atraiu. Relações patológicas em livros não me atraem muitos, beijos!

    ResponderExcluir
  13. Olá,

    Já ouvi falar desse autor, mas não conhecia essa obra. Achei o enredo apresentado na sua resenha muito bom, o que me animou bastante para fazer a leitura do livro. adicionei à minha lista de desejados e farei a leitura quando for possível! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  14. Ola Thay confesso que não gostei da protagonista, li o primeiro livro e não quis ler esse segundo, ao meu ver ela ficou muito em cima do muro, entendi sua gratidão ao ex noivo, mas faltou atitude nela, o que salvou o primeiro livro com certeza foi Gavin, lindo íntegro não merecia todo sofrimento causado por ela. Fico feliz que gostou do livro. beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir
  15. Oi Thay!
    Que história complexa! Muitas escolhas para a Emily fazer e boas situações complicadas.
    Por meio da resenha, acho que deve ser um livro bem legal e seu de uma amiga que vai adorar, vou indicar.
    Bj

    ResponderExcluir
  16. Oi, Thay! Apesar de não ser o meu estilo, achei a história interessante. Tô muito atrasada com as leituras e acho que esse é o tipo de coisa que eu gostaria mais de assistir do que ler hahaha não sei rs

    Obrigada pela dica!
    bjs | Papierllon

    ResponderExcluir
  17. Mesmo com a autora deixando claro o porquê de alguém envolvido num triângulo amoroso ter dificuldade para escolher, normalmente não consigo gostar de leituras que usam esse recurso, é algo que me irrita demais e não consigo acreditar em relacionamentos que passam por isso, principalmente com um dos caras envolvidos sendo abusivo. Enfim, que bom que gostou, mas não é leitura para mim.

    ResponderExcluir

© Entre óculos e Livros - Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayanne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo