Curta e fique por dentro!

[Resenha] Marca da Escuridão.


Título original: Eve of darkness
Autor (a): Sylvia Day
Editora: Faro Editorial
Ano: 2015
ISBN: 9788562409356

Sinopse: Amaldiçoada por Deus, caçada por demônios, desejada por Caim e Abel. Tudo isso em um dia normal de trabalho. Anos atrás, Evangeline teve uma incrível noite de amor com um homem misterioso que ela nunca mais conseguiria esquecer. Mas aquele momento de prazer tornou-se um desastre de proporções bíblicas: ela recebera a Marca de Caim. Empurrada para um mundo em que pecadores são marcados e transformados em assassinos de demônios, ela tem agora Caim como protetor e Abel como seu novo chefe, que também fica loucamente atraído por ela. Eva torna-se então o novo e explosivo ponto de discórdia, no caso mais antigo de rivalidade entre irmãos.

"– Você sempre tem uma escolha, mas, às vezes, o caminho pelo qual precisa seguir é óbvio. Se seguir o outro, vai precisar encarar as consequências."

Evangeline nunca pensou sobre o quanto perder a virgindade a afetaria um dia. Ela só tinha dezoito anos quando conheceu o misterioso, belo e atrativo, Alec Caim. Eva nunca tinha sentido tanto desejo por um homem, e assim não pensou duas vezes antes de se entregar a ele.

Dez anos se passaram, Eva agora é uma design de interiores muito bem sucedida, tem seu próprio apartamento e é totalmente independente. Ela se candidata a uma vaga de emprego com o importantíssimo Sr. Gandara, mas ao chegar lá sua entrevista é cancelada.

Chateada com a situação, Eva só percebe para onde está indo quando toca as portas que levam a escada de emergência. Antes que possa dar meia-volta, o homem maravilhoso – que momentos antes ela estava cobiçando – a leva pelas escadas e a marca. Eva sabe e não sabe o que está acontecendo, tudo o que a consome é o desejo, algo que não sentia há tempos, desde que Alec a deixou. Ela deveria se sentir violada, mas o desejo se sobrepõe a todo o resto. E, ao chegar ao ápice, desmaia.

Eva acorda cercada por um paramédico e curiosos que estavam no local, ela tem plena ciência do que lhe aconteceu, porém acha que a chamariam de louca, caso contasse a alguém. Liberada, ela segue para casa, onde recebe a visita de Alec lhe informando sobre o que está lhe acontecendo. Ela não acredita em nada do que ele diz e o ameaça. No entanto, ele permanece e a faz acreditar. Ela agora é uma marcada.

"De algumas pessoas você só gosta um pouco, de outras, você só gosta em certas ocasiões, e de outras ainda, você só gosta quando estão bêbadas. Mas eu gostava dela de todos os jeitos e o tempo todo."

Confesso que só comprei este livro por conta da capa, pois nunca tinha lido nenhuma resenha sobre e a sinopse ficou muito superficial, acho que no intuito de despertar a curiosidade dos leitores, já que frisou bastante a questão do triângulo amoroso. Como a trilogia estava por um bom preço (quase de graça) não perdi tempo.

Uma coisa que me chamou a atenção foi o fato de a escrita da Sylvia estar diferente, eu não sei explicar exatamente em quê, só que em algumas cenas de sexo é que reconheci a semelhança com outros livros da autora. Outra coisa que mudou também, foi a forma como criava e desenvolvia as cenas mais hots, eu achava todas muito parecidas e isso tornava a leitura cansativa. Contudo, neste livro, ela deu uma bela inovada e tornou a leitura ainda melhor.

Alec Caim é legal, mas sempre tive uma queda pelos bad boys e por isso me interessei mais por Abel Reed, não que ele seja mau, mas toda a sua descrição faz dele um BB (bad boy) completo. Além disso, Alec é meio instável, e muda de ideia facilmente. Já o Reed sabe o que quer e como consegui-lo e vai em busca disso. Os irmãos são como óleo e água, não se misturam e nem se dão bem, e isso só piora com a chegada de Eva.

Eva está tentando aprender como lhe lidar com todas as recentes mudanças em sua vida. Por ser agnóstica, Eva está tendo muitas dificuldades para se adaptar. E tende a ser bem crítica em relação a Deus é tudo de ruim que acontece, é bem interessante acompanhar essa parte da história, porque são dúvidas que se passa na mente até do melhor cristão.

Apesar de na sinopse o triângulo amoros ter ganhado um enorme destaque, na história, pelo menos nesse primeiro livro ficou tudo bem light e nada dramático. Na verdade, serviu para deixar tudo ainda mais divertido.

É uma história muito completa, fantástica e que nos deixa no desejo por mais. A escrita da Sylvia continua fluída e vem levinha, podendo o leitor ler o livro em poucos dias. A narrativa é bem cativante, os personagens foram bem construídos e conforme as dúvidas vão surgindo, mas a história vai ganhado força. Estou bem ansiosa pela continuação.


Beijos e até o próximo post!

15 comentários:

  1. Eu acho que quando a gente não conhece a escrita do autor, neste caso, autora, e o preço está bacana, é ótimo. Ou então, a gente já conhece a escrita e acha uma promoção, tem que se jogar mesmo. Eu já conheço a escrita da autora e não sou o público alvo, sobre a capa, é um outro fator que me faria não comprar, enfim, só questão de gosto mesmo.

    ResponderExcluir
  2. Olá, como vai?
    Já gostei da premissa, Marca de Caim é explorado em Supernatural de um modo incrível, como fã da série já me interessei de cara pela premissa do livro. Evangeline achei apelação, mas tá bom (rs)
    Mais um pra lista de leitura desejadas do ano.
    Parabéns pela resenha, ficou clara e sucinta.
    Beijo
    https://qadulta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Comprei esta série, mas não comecei a ler ainda. Acho que a carga dramática ficou para os próximos volumes mesmo, deixando este como uma introdução aos personagens e suas histórias.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Tenho esse livro e ainda não li, ouvi coisas boas, mas confesso que estou com um pouco de receio depois dos últimos livros que li dela, algumas experiências não tão boas assim.
    Fico animada quando vejo comentários positivos e espero que a leitura funcione pra mim assim como foi pra vc e que os próximos volumes ela mantenha os personagens cativantes e a leitura interessante!

    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
  5. A sinopse me chamou bastante atenção e o caso da autora colocar "Caim e Abem" em meio a tudo isso também, mas infelizmente acho que não é uma leitura para mim. Fui vendo com a resenha - que estava ótima - que provavelmente não iria me agradar com a trama quente.

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?
    Já li alguns livros da autora, mas apesar da sua leitura positiva e instigante eu não consegui me conectar com o livro. Vou deixar a dica passar, mas aguardo as próximas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi, Thayenne ^^
    Fiquei bem em dúvida com essa obra após esse momento da sua resenha: "Ela deveria se sentir violada, mas o desejo se sobrepõe a todo o resto."
    Não entendi quem é essa pessoa e como ela foi marcada. Na minha mente deu a entender que foi estupro. Você poderia me esclarecer esse ponto? Porque se foi, não tenho como desejar ler essa trilogia.
    Interessante a autora recriar a inimizade dos irmãos bíblicos. Pena ela estar no meio deles. Eu com certeza pularia fora e deixava eles dois se matarem.
    Parabéns pela resenha e, por favor, me esclareça esse ponto da marca.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Eu ainda não li o livro mas tenho curiosidade. Gostei de conhecer a sua opinião sobre a obra e de conhecer um pouco mais sobre a história. Acho a capa meio estranha mas até que parece combinar com o enredo.

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Já faz um tempo que desisti da Sylvia, mas fiquei bem curiosa para conferir como o livro está diferente na escrita dela.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Eu ainda não li nada da Sylvia, então com certeza não saberia diferenciar essa escrita dela. Eu curti muito a sua resenha e a premissa, e como gosto de livros do gênero, adorei essa sua dica.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem? Confesso que eu li esse livro e fiquei bem dividida em opinião. Não curti muito o livro, apesar de ver um trabalho enorme de pesquisa, de desenvolvimento da história, mas eu simplesmente não me conectei com os personagens. Acho que essa história do Caim e do Abel é bem interessante, mas não me despertou a continuar na história. Que bom que não fui a única a achar cansativo em algumas partes. Ótima resenha levantando pontos positivos e negativos!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Fico contente que tenha gostado da obra, mas o enredo em si não despertou tanto meu interesse, sua foto ficou linda e essa capa está encantadora, vou indicar para algumas amigas!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  13. Oii Thay, tudo bem?
    Nunca li nada da Silvia Day, mas ouço opiniões bem divididas sobre os livros dela, tenho curiosidade de ler, mas ainda não tenho nenhum.
    Parabéns pela resenha maravilhosa.

    ResponderExcluir
  14. Oi.

    Até agora só li a série Crossfire da Sylvia Day, ainda não tive a chance de ler outros livros dela, mas tenho vontade. Vou colocar esse livro na lista de ver quantos da autora eu consigo ler este ano.

    ResponderExcluir
  15. Olá flor, sempre vejo muitas notícias a respeito dos livros da autora, mas confesso que não curto muito o gênero, pois isso estou certa que não chegarei a ler essa obra.

    Abraços

    ResponderExcluir

© Entre óculos e Livros - Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayanne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo