Curta e fique por dentro!

[Resenha] It Ends With Us.


Título original: It Ends With Us
Autor (a): Colleen Hoover
Editora: Atria Books
Ano: 2016
ISBN: 9781574321753

Sinopse: Lily nunca teve uma vida fácil, mas isso nunca a impediu de trabalhar duro para atingir os seus objetivos. Ela percorreu um longo caminho desde a pequena cidade no Maine, onde ela cresceu. Ela se formou na faculdade, mudou-se para Boston e começou seu próprio negócio. Então, quando ela sente uma faísca por um lindo neurocirurgião chamado Ryle Kincaid, tudo na vida de Lily, de repente, parece quase bom demais para ser verdade. Ryle é assertivo, teimoso, talvez até um pouco arrogante. Ele também é sensível, brilhante e tem um fraco por Lily. E a maneira como ele fica com roupa cirúrgica não é nada mal. Lily não consegue tirá-lo da cabeça. Mas a aversão completa de Ryle a relacionamento é preocupante. Mesmo quando Lily se torna a exceção a sua regra de namoro, ela não consegue deixar de divagar sobre o motivo que fez Ryle ser como é. A medida que perguntas sobre o seu novo relacionamento invadem a sua mente, pensamentos acerca de Atlas Corrigan — seu primeiro amor e uma conexão com o passado que ela deixou para trás — também passam a dominá-la. Ele era sua alma gêmea, seu protetor. Quando Atlas de repente, reaparece, tudo o que Lily construiu com Ryle está ameaçado.

"Não existe essa coisa de pessoas ruins. Nós todos somos apenas pessoas que às vezes fazem coisas ruins."

Lily Blossom saiu da cidade onde viveu toda a sua vida, porque queria deixar o passado para trás. Fez faculdade, mas seu sonho sempre foi abrir uma floricultura. Se mudou para Boston, na especial de que as coisas mudassem e que a cidade fosse boa como certa vez alguém lhe disse.

O pai de Lily faleceu e a mãe dela pediu que fizesse um discurso, no entanto Lily não encontrou nada de bom para falar sobre o pai e assim optou pelo silêncio, uma atitude que muitos atribuíram ao choque. Se sentindo culpada por sua atitude, ela entra no terraço de um prédio próximo aonde morava, e lá conheceu Riley.

Lily e Riley criaram uma brincadeira para eles, já que ambos estavam chateados e precisando conversar, apesar de serem completos estranhos. A brincadeira de chama verdade nua e não podiam mente quando as dissesse. Muitos meses depois daquela noite que ficou gravada na mente de Lily, ela conhece Allysa e a contrata para ser sua assistente na noiva floricultura que está abrindo. Lily descobre que Allysa é irmã do Riley e por isso acaba vendi-o muitas vezes.

Riley tem pavor de relacionamentos, mas sente algo muito forte por Lily que o impede de se manter longe. Eles entram em uma espécie de acordo e começam um relacionamento que tem tudo para dar certo. Um dia, quando estavam jantado Lily encontra Atlas, seu grande amor do passado. Ambos ficam sem palavras, porém ao saber que Lily está namorando, Atlas se afasta. Lily não sabe explicar o porquê de repente quer ler deus diários e relembrar o quanto Atlas foi importante.

"Não faço ideia do que estou fazendo. Você me faz querer ser uma pessoa diferente, mas o quê, se eu não sei como ser o que você precisa? Isto é tudo novo para mim e eu quero provar para você que eu quero você para muito mais do que apenas uma noite."

Li este livro porque era o livro do mês num grupo que participo no WhatsApp. Já gostei lido de cara por ter essa linda capa. Assim que comecei a leitura não consegui mais parar. Quem já leu ao menos um livro da CoHo vai entender do que estou falando. O que falei sobre o livro (ali em cima) é só uma gota no oceano, há muito mais na história do que vocês podem imaginar.

O tema central da história é a violência doméstica e o livro foi inspirado nos pais da CoHo. Muitas vezes nós julgamos a vítima sem saber o que realmente se passa. Ter essa verdade sendo jogada na minha cara foi chocante. A autora soube muito bem aborda o assunto, através de uma personagem que julgava e que teve que sofre na pele o que outras mulheres sentiram para entender que há muito mais envolvido. 

Imaginem como seria amar uma pessoa profundamente e ela começar a te agredir (seja física ou verbalmente)? Provavelmente você ficaria sem reação, mas conforme isso fosse se tornado habitual você ficaria dividida. É impossível não ficar, afinal não há como desamar, e foi isso que a autora quis passar.

Todo o livro foi muito tocante e emocionante para mim, vê a Lily numa situação daquelas me fez questionar muitas coisas que damos como certa. Mas, a CoHo é CoHo, não é mesmo? E deu um show de sensibilidade e inteligência a sua história, e assim conscientizar as pessoas por aí a fora.

Admiro demais a Lily. Ela suportou muito e por muito tempo. Não sei o que teria feito no lugar dela. Ela encarou tudo com muita coragem e força. O Riley era maravilhoso no começo – assim como todos os outros homens violentos por aí a fora. Lindo, encantador de uma boa família, com uma boa profissão, me enganou direitinho e apesar de ter gostado dele, o que ele fez foi horrível e o odiei demais. O Atlas é um amor de pessoa. Veio do nada e conseguiu dar um jeito em toda sua vida. Batalhador, inteligente e amoroso, ele ganhou meu <3 Além disso, a história de vida dele é bastante inspiradora.

Uma história brilhante, encantadora, envolvente, difícil, brutal, que vai mexer com muitos sentimentos negativos dentro do leitor, que nós fará conhecer primeiro antes de julgar quem quer que seja, que vai nos mostrar o bom e o ruim da vida, de como as aparências podem enganar. Mas, o principal, o que mais me agradou na história foi, não desistir dos seus sonhos, nunca parar de sonhar e lutar, batalhar por aquilo que mais se sequer, mesmo que as coisas sejam difíceis. Uma leitura incrível! Com uma narrativa leve e fluída.

P.s: o livro será lançado aqui no Brasil pela Galera Record no segundo semestre deste ano ;)

Beijos e até o próximo post!

10 comentários:

  1. Eu amo a CoHo, tudo o que ela escreve para mim é perfeito, exceto esse livro. Minha relação com os personagens é muito complicada. Não consigo acreditar que ela se sujeitou a tanto, mesmo com todas as explicações possíveis e plausíveis. E para mim Riley é um covardão. O único personagem aceitável nesse livro é Atlas.
    Mas é CoHo e é sucesso, eu só preciso olhar essa história por outro angulo.
    Bjks

    ResponderExcluir
  2. Oi, Thayenne
    Não me recordo de ver esse livro, mas a história parece ser mesmo daquelas bem tocantes e que mexem com a gente. Imagina o que passou a protagonista.
    Gosto de livros intensos assim, e que nos fazem refletir. Gostei bastante da dica.

    ResponderExcluir
  3. oie!
    Eu ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, mas estou bem interessada.
    Como é da Collen acredito que vou gostar muito dessa história, assim como de todos livros que já li da autora.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  4. oie!
    Adorooo Coleen Hoover. Costumo gostar da maioria dos livros dela. Esse não foi meu favorito, mas é legal.
    Ótima resenha.
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi Thayenne!
    Não sou fã de romances, por isso não leria. Achei a proposta do enredo meio batida sabe?
    Ainda assim, achei legal a forma como Lily conheceu Riley... logo no enterro do pai, e ainda a brincadeira que criaram.
    Bj

    ResponderExcluir
  6. Menina, não me xingue, mas nunca li nada da CoHo. Estou procurando tramas mais leves e menos tensas e percebo que ela prefere outras trajetórias. Ainda não houve a oportunidade, mas creio que haverá algum dia. Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Lançar livo da CoHo, é eu correr para comprar, chorar litros com a história e amar. Como não leio inglês, estou só esperando a Galera lançar para ler. E eu já sei qu irei amar, afinal essa mulher pode escrever lixo que eu amo hahaha
    Ótima resenha!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oiii!

    Eu preciso confessar que nunca li nada da autora, mas sempre li muitos elogios para a escrita dela.
    Gostei dessa personagem forte que ela criou! Vou esperar o lançamento no brasil para comprar!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Oieee
    AAAA amo a CoHo!!! Eu já li todos os livros que foram lançados aqui no Brasil e não sei dizer um preferido.
    Eu já tinha lido resenha desse livro ano passado e só vi comentários positivos... já fiquei bem ansiosa. Qdo soube que seria lançado, fiquei doida. Esse vai ser um daqueles livros que vou adquirir já na pre venda.
    Contando os dias,
    Bjo

    ResponderExcluir
  10. Olá.

    Eu sou apaixonada pelos livros da CoHo e já adicionei esse livro a minha lista de leituras. Fiquei muito cativada com a proposta da trama e espero gostar assim como você gostou. Vejo que lendo esse livro você teve um misto de sentimentos, né? hahaha Já quero ler.

    Beijos,
    Respire Literatura

    ResponderExcluir

© Entre óculos e Livros - Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayanne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo