Curta e fique por dentro!

[Resenha] A garota do calendário - junho.


Título original: Calendar Girl: June
Autor (a): Audrey Carlan
Editora: Verus
Ano: 2016
ISBN: 9788576865490

Sinopse: O sexto volume do fenômeno editorial nos Estados Unidos, com mais de 3 milhões de cópias vendidas. Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Mia vai passar o mês de junho em Washington com Warren, um coroa rico que precisa de uma mulher a seu lado para tratar com políticos e investidores. O acordo entre eles não envolve sexo — já com Aaron, o filho de seu cliente, Mia não pode garantir.

"Mas esse é o problema do coração e da mente. Eles raramente se equilibram ou mostram uma visão realista das coisas."

Em junho, Mia é contratada para ser a namorada troféu de Wayne Shipley, um homem podre de rico e bem mais velho do que os clientes habituais, que só só queria uma fachada, nada além disso. Wayne faz parte de um seleto e privilegiado grupo de homens chamado One Percent. Ele precisa ganhar parceiros para seu projeto de caridade. Mas, para isso precisará fazer amizade com os peixes grandes.

Mia achava que seria um mês muito tranquilo, já que tudo não passava de fachada. Contudo, ao chegar na mansão do Sr. Shipley, ela conhece seu filho Aaron, o mais jovem senador de Washington, além de um pecado ambulante. Eles flertam descaradamente e Mia está disposta a ter alguma diversão esse mês.

O que era um flerte inocente se enacaminha para algo mais grave quando Mia acorda com Aaron a tocando intimamente, por estar tão mal, ela decidi deixar isso para depois, preocupada apenas em se curar. Passado o incidente, Mia decidi bancar a cupido novamente e juntar Wayne e Kathleen, a governanta da mansão, com quem o Wayne mantém um relacionamento há anos. Mia vê o quanto machuca Kathleen e decidi fazer o Wayne enxergar a verdade.

"Aquela noite foi o momento mais bonito da minha vida. Finalmente me senti inteira... amada. Não importava o que o futuro me trouxesse, eu sempre teria aquilo."

Sabe quando tudo está bem e você sente que vem uma bomba a caminho? Foi como me senti ao terminar o livro de maio. Mia estava muito feliz sendo acompanhante e até chegou a cogitar a prermancer trabalhando com isso. Nesse livro veremos o perigo de se ser uma comoanhante e não foi nada bonito.

Mia estava mega feliz após passar um mês no Havaí, mas foi só saber que o Wes continua com a Gina, ela fica triste e com raiva, mesmo sabendo que não tem direito nenhum de opinar sobre isso. Eles até ficam em contato, mas é tudo tão doloroso para ela, que prefere manter distância.

Kathleen é uma personagem maravilhosa, gostei muito dela, sua hospitalidade me fez lembrar a minha avó <3. Seu Wayne também não fica atrás, ele é um senhor tão fofinho e preocupado em ajudar aos outros, que me cativou com seu jeito turrão de ser, mesmo que por dentro fosse um doce. O Aaron é um babaca escroto (sorry pelo palavreado), que como todos os babacas não mostram sua real face. Me deu um baita ódio dele, fiquei cega de tanta raiva e tudo o que eu queria era batê-lo até a morte.

Apesar da situação ruim, o legal foi que deu para matar a saudade de alguns outros personagens, como Mace, Rachel e Tai <3 (que mal se foi e já quero de volta, de preferência na minha vida haha).

O que a autora quis passar com a cena do assédio, a agressão e por muito pouco quase um estupro, foi que não importa a roupa que uma mulher vista, não importa o modo como ela se comporta, não importa qual sua profissão, enfim, nada justifica o estupro ou assédio. NADA. Para mim a autora passou a mensagem que queria em alto e bom som — ou palavras né haha.

Esse é o livro mais tenso da série que li até agora. Contudo, mesmo se tratando de um assunto tenso, a autora não perdeu suas características escrita leve, fluída e uma história envolvente.


Beijos e até o próximo post!

14 comentários:

  1. Oieee, eu adorei AGDC. Achei a série muito bem pensada e como toda série uns meses agradam mais que outros, e junho definitivamente é um dos meses que eu menos gostei. Mas a partir de agosto fica muito bom e encerra em grande estilo em dezembro.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Bem interessante a premissa desse livro, no início pensei que o Wayne que fosse o escroto da história, e a mensagem que ele passa me fez querer lê-lo.
    Thamires Vicente
    memoriasdeumaleitora.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá linda,

    De todos os meses que li as resenhas, junho com toda certeza é o que mais me interessa, porque trabalha estupro e assédio, na qual muitas mulheres acreditam ser culpas delas e nunca será.

    Beijocas!

    ResponderExcluir
  4. Oii Thay, tudo bem?
    Menina eu não vejo a hora de poder ler essa série, fico muito feliz que tenha gostado e trazido a resenha para nós, está conseguindo me convencer e vai me fazer comprar ainda ahahhahaa
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  5. Oi Thayenne!
    Não gosto do gênero, infelizmente, por isso não leria.
    Mas acho interessante esse negócio da Mia ser uma acompanhante de luxo. Fico imaginando como é tocar na riqueza e pensar em ter de voltar pra casa depois kkkkk
    Bj

    ResponderExcluir
  6. Oi, Thay
    Eu ainda nem li o primeiro da série (tenho só os dois primeiros volumes).
    Parece que o de Junho é tenso mesmo, hein! Já prevejo um universo machista. Que bom que a autora abordou isso e maneira positiva.
    Ótima resenha.

    ResponderExcluir
  7. Eu já li os 12, acredite, esse não é o mais tenso de todos, quando chegar em setembro a gente conversa. rsrs
    Parabéns pela resenha, está ótima.

    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Olá Thay, tudo bem?
    Então tenho sentimentos conflitantes sobre essa série. Quando lançaram e vi que ela ficava com um cara diferente a cada vez, murchou o meu entusiasmo para ler, aí eu ouvi alguém falando que te mês que ela se envolve com esse cara, aí estou com vontade de ler, mas meio ressabiada. Vamos ver o que o futuro nos reserva. Bjokas

    ResponderExcluir
  9. Oiii!!

    Eu lembro o frisson que a série trouxe em seu lançamento, mas não tive oportunidade de ler no momento.
    Acho que a cada livro ela vai crescendo e isso é ótimo!
    Gostei muito de saber dessa mensagem que a obra trouxe para o debate!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Olá,
    Fiquei bem curiosa para ver Mia agindo como cupido rsrs
    Através das resenhas que venho acompanhando, é notório o crescimento e o desenvolvimento que cada volume vem ganhando. Sem contar na abordagem também de temas um pouco mais sérios ao invés apenas das aventuras de Mia.
    E como assim Wes tem Gina??

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  11. Oi! Eu estou amando a série, mas ainda não cheguei em Junho, depois do que li fiquei ainda mais curiosa. Beijos

    http://www.fadasliterarias.com.br/2017/02/pelos-olhos-de-donavan-resenha.html

    ResponderExcluir
  12. UAUUU.. nao sabia que ia acontecer tudo isso em junho!
    To lendo abril ainda e adorando tudo, so espero que ela fique com o Wes no final.
    As capas sao tal legais com os vestidos, eu adoro.
    Acho que qdo eu ler junho vou achar as mesmas coisas q vc.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  13. Oi Thayenne, sua linda, tudo bem?
    Confesso que não sou o público alvo dessa série, porque acho a personagem muito incoerente, o discurso dela é muito diferente de suas ações. Mas das resenhas que li até agora, acho que esse livro se destaca pelo romance do Wayne com a Kathleen, acho que dessa parte eu gostaria. E finalmente a autora resolveu abordar um assunto tão importante e grave como o assédio e o estupro. Essa profissão que ela está seguindo se difere muito do que os livros tem apresentado até então. Que bom que a autora trouxe um pouco de realismo com esse livro. Para os fãs da série acho que esse livro irá agradar e muito.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Eu ainda não li esse volume, mas estou simplesmente adorando essa série. Muito legal saber que temos uma quebra da repetição que estávamos encontrando nos volumes anteriores, e mal posso esperar para conferir.
    Beijos.

    ResponderExcluir

© Entre óculos e Livros - Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayanne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo