Curta e fique por dentro!

Então, eu li até a página 100 - Como dizer adeus em robô.



+ Primeira frase da página 100:

"... mas não podia detê-lo, não sabia como. Não fazia ideia do que fazer. Meu cérebro se esvaziou, inútil como um caixa de metal enferrujada."

+ Do que se trata o livro?

Sobre a vida de Beatrice Szabo, uma adolescente que é chamada de robô pela própria mãe pelo modo como lida tanto com sentimentos quanto com as situações. E depois de tanto ouvir isso, a própria Bea começa a se questionar se não é verdade que ela é um robô, já que nunca atende as expectativas.

+ O que está achando até agora?

É um livro bem diferente dos com os quais estou acostumada, e confesso que senti certa estranheza no começo, mas estou me acostumando muito rapidamente. E espero continuar curtindo o livro.

+ O que está achando da personagem principal?

A Bea é parecida comigo em alguns aspectos, ela não liga se você é rico, bonito, feio, gordo, magro, tudo o que ela deseja é que você tenha uma boa conversa e fale de coisas que tenha alguma utilidade. Além disso, ela é uma boa amiga. Adora se fantasiar e tirar fotos junto com a mãe, e apesar de um certo distanciamento, ela é bem família.

+ Melhor quote até agora:

"Como se algo, ou alguém, estivesse ligado a mim por um fio invisível e estivesse sempre puxando, puxando, puxando... mas quando eu tento puxar de volta, não há nada na outra ponta."

+ Vai continuar lendo?

Sim! Esperei muito para ler esse livro.

+ Capa do livro:





+ Última frase da página 100:

"Eu não telefonei. Não sabia como ajudar Dottie. Jonah também não ligou. Fiquei imaginando o que ele estava fazendo, o que estava fazendo, deitando sozinho em seu quarto no escuro. Talvez seu pai estivesse no escuro também, em seu quarto do outro lado do corredor, piscando para o teto. Igual a Jonah, igual a mim."


Lembrando que, os livros a serem comentados nesta "coluna", serão livros que não farei resenha ou que a resenha sairá bem mais lá para a frente.
Beijos e até o próximo post!

10 comentários:

  1. Adoro esse seu quadro, sempre fico curiosa com os livros, minha colunista está lendo esse livro no momento também, e ela está gostando, espero ainda ver resenha dele por aqui.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Tha!
    Tenho vontade de ler esse livro também. Acho o titulo muito atrativo, embora saiba pouco da sinopse. Ta pendurado na minha prateleira a anos já. Quem sabe eu não tire ele de lá agora KKKKKK.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Acho tão amorzinho essa capa menina, espero que continue gostando muito e não se decepcione no final, pois quero ler a resenha!
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Gosto bastante de acompanhar essa coluna nos blogs e saber o que os leitores esperam e estão achando de determinadas obras.
    Desconhecia essa e me pareceu bem intrigante, além de inusitada. Espero que goste da leitura e já aguardo ansiosa pela resenha para saber mais sobre ela.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Que livro curioso. Parte de uma premissa interessante, gosto destes personagens que se sentem deslocados do mundo, o que os permite um olhar diferenciado sobre os outros ou com quem convive. Vou aguardar a sua resenha!

    ResponderExcluir
  6. Bacana saber um pouquinho que seja do livro. Eu ganhei ele no Mochilão da Record ano passado e ainda não li.

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem? Desde que ganhei ele ano passado, a capa sempre me chamou atenção mas ainda não tive oportunidade de lê-lo. Adorei o quote colocada e só por isso me instigou mais ainda a ler ele. Espero mudar isso em breve!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. OI!!

    QUe bom que já chegou na página 100 e que a leitura está sendo promissora. Espero que continue gostando e aguardo sua resenha, beijos e boa leitura.

    ResponderExcluir
  9. Olá, como vai? Fiquei bem curiosa depois dessa postagem. Parece ser um bom livro! Aguardo a resenha, beijos.

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Eu sempre vejo esse livro no Submarino, mas nunca parei para ler a sinopse e devo dizer que estou bem surpresa. Eu gostei muito da premissa e parece que a personagem principal está presa em um dilema um tanto quanto diferente. Espero ter a oportunidade de o ler.

    ResponderExcluir

© Entre óculos e Livros - Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayanne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo