Curta e fique por dentro!

[Resenha] Anjo Mecânico.


Título original: Clockwork angel: The infernal devices
Autor (a): Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Ano: 2012
ISBN: 9788501092687

Sinopse: Tessa Gray tem um anjinho mecânico pendurado no pescoço, um presente de família do qual nunca se separa. O tique-taque do pingente faz com que ela se sinta segura junto à lembrança dos pais, que já morreram. Mal sabe Tessa que esse barulhinho muito em breve vai se tornar o odioso som de um exército comandado por forças do Submundo. Com os Caçadores de Sombras e seu recém-descoberto poder sobrenatural, ela enfrentará uma guerra mortal entre os Nephilim e as máquinas do Magistrado, o novo comandante das trevas na Londres vitoriana.

"— Sophie uma vez me disse que se sentia feliz pela cicatriz. Disse que quem quer que a amasse agora, a amaria por ser quem era, e não pelo rosto bonito. Está é quem você realmente é, Tessa. Este poder é quem você é. Quem quer que a ame agora, e você também deve se amar, amará quem realmente é."

Tessa Gray é uma nova-iorquina, perdeu seus pais ainda na infância num acidente de carruagem, e passou a morar com sua tia Harriet. Infelizmente, anos mais tardes Harriet morreu e Tessa teve que vender o apartamento onde morava para pagar algumas dívidas. Sem ter para onde ir, ela pede ajuda a seu irmão mais velho, Nathaniel Gray.

Seu irmão logo responde e ainda manda uma passagem de navio para que ela chegue a Londres, onde ele mora atualmente. Ao chegar no cais, ela esperava que seu irmão viesse buscá-la, só que no lugar dele vem um completo estranho que diz estar a mando de Nathaniel. Tessa acaba entrando na carruagem e quando chega ao destino ao invés de encontrar seu irmão, ela é recebida pelas Irmãs Sombrias.

Tessa é aprisionada na casa das Irmãs é obrigada a treinar seu "poder". Poder este que Tessa não sabia ser capaz de executar. No início, é muito difícil, mas com os duros treinamentos das Irmãs Sombrias, ela logo consegue fazê-lo. Tessa é capaz de se transformar em outra pessoa, e às vezes consegue acessar a mente da outra pessoa.

As Irmãs quando veem que ela já está pronta, avisam ao magistrado. E é quando Tessa percebe que se casará com alguém que nem mesmo conhece. Pouco tempo antes de conhecer o magistrado, Tessa é salva por Willam Herondale. E a partir daí ela passa não só a conhecer, como também fazer parte do mundo das sombras.

"— Às vezes – disse Jem –, nossas vidas mudam tão depressa que a mudança é mais rápida do que nossas mentes e corações. É nessas vezes, acho, quando nossas vidas mudaram, mas ainda sentimos falta do tempo anterior, que sentimos a pior das dores. Mas, posso te dizer, no entanto, por experiência própria, que você se acostuma. Aprende a viver a nova vida e não consegue imaginar, ou sequer lembrar, de como as coisas eram antes."

Eu acho a escrita da Cassandra Clare arrastada, mas não acho isso ruim, pois ela é bem detalhista ao descrever lugares e pessoas, não restando assim dúvidas. Além disso, os livros são muito bem conectados um com o outro, não sobrando pontas soltas. Uma coisa que gosto da narrativa é por ser em terceira pessoa, o que em cenas de ação fazem com que o leitor tenha uma visão bem ampla do que está acontecendo com os personagens principais.

O cenário da história se passa no século 18, por isso temos uma protagonista bem questionadora. Além de o universo das sombras ser totalmente novo para Tessa, o que a deixa com dúvidas é o papel da mulher neste novo cenário, já que ela foi criada de modo diferente. Para ela as mulheres deveriam casar e ter filho, e não combater o mal. Essa questão foi muito bem abordada em todo o livro. E é tanto que no final a Tessa para de questionar isso.
Achei o Will bem parecido com o Jace. Ambos usam o sarcasmo e a frieza como um modo de se proteger, e ainda deixam que os outros tenham uma opinião muito ruim sobre eles. Eu me apaixonei pelo jeito bad boy do Jace, já o Will me encantou mais. Ele conseguiu passar uma imagem bem diferente da do Jace e por isso gostei tanto dele. O passado e o presente do Will me deixaram super curiosa e não vejo a hora de descobrir que segredos ele guarda. 

O pouco romance que há na história parece com Gossip Girl. Fulano que gosta de beltrano que gosta de ciceano e por aí vai, eu gostei disso pois deu um tom mais leve a história, e além disso são atitudes que condizem com a idade da maioria dos personagens. A história é bem envolvente e a escrita da Cassandra da a impressão de que realmente estamos em Londres. As descobertas e os segredos que rondam na história da ao leitor aquela empolgação para saber mais, e com isso acaba sendo uma leitura mais rápida.


Beijos e até o próximo post!

17 comentários:

  1. Nunca tive muita curiosidade com essa série quando lançou, apesar de achar as capas maravilhosas, nunca me chamou atenção. Hoje já não tenho mais vontade de ler, mas fico feliz por ela ainda estar agradando a tantas pessoas.

    Raissa Nantes

    ResponderExcluir
  2. Eu li essa série toda e amei de paixão <33 não achei que o romance parece Gossip Girl, mas realmente há essa confusão de gostar de um e de outro rsrsrs. Sua resenha ficou ótima, gostei bastante!

    http://www.leitorasvorazes.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    A Cassandra Clare é uma das minhas autoras favoritas e morro de amores pela trilogia Peças Infernais, que dentre os livros dela já publicados aqui no Brasil considero a melhor. O Will é mesmo apaixonante e tenho certeza de que o passado dele vai te surpreender.
    Beijos!
    Por Livros Incríveis

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Tenho uma certa curiosidade com esse livro por causa do clima steampunk que tanto o título quanto a capa do livro mostra, mas não fiquei tão fã da autora, li o prineiro da série Instrumento mortais e achei bem meia boca, mas ainda penso em dar uma chance a essa série mais para frente

    ResponderExcluir
  5. Oie!
    Eu já li essa trilogia e gostei bastante da história. Esse é o primeiro livro, então a história pouco foi desenvolvida, os outros dois são melhores kkk Espero que goste da história.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  6. oie, eu gosto de tramas que se passem no século XVIII, além disso, achei muito interessante a narrativa em terceira pessoa e todo o descobrimento da personagem durante a trama. Sua resenha me deixou muito interessada.

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    Fiquei bem curiosa para ler a obra devido ao fato de você dizer que Will é bem parecido com Jace e que usa muito sarcasmo. Adoro obras com personagens que apresentam tal característica.
    Ainda não conheço a escrita da autora, mas meu irmão adora e vou tentar roubar os livros dele pare ler.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Thayenne!

    Sua resenha tá uma maravilha, mas já disse algumas vezes em alguns posts no meu blog que não curto muito as obras da Cassandra, acho um pouco cansativas para meu gosto literário. Então hoje passo a dica.

    Sucesso com o blog sempre!
    Beijos, Belle.
    floraliteraria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oie!
    Adorei a sua sinceridade na resenha.
    Morro de curiosidade para ler os livros da Cassandra, mas o meu problema é o seu estilo de leitura... não gosto muito de livros muito arrastados, por isso estou adiando a leitura.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  10. Até hj nunca li nenhum livro dessa série. Tenho uma curiosidade enorme, mas uma preguiça sem tamanho!! huauhahauha
    Agora to com menos vontade de ler ainda, detesto leituras arrastadas.. huauhuhaa

    Curti sua resenha!!! <3

    #Ana

    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  11. Oi
    Eu já tentei ler os livros da Cassandra e achei ela exatamente como você descreveu: detalhista
    infelizmente na época eu não sabia e li ps três primeiros de uma tacada e acabei largando a série por que eu não conseguia mais ter força de avançar. Talvez eu volte a ler se colocar um livro bem distante do outro....


    Talita - www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  12. Tenho um pouco de dificuldade com essas narrativas que são arrastadas de tão detalhistas. Mas devo confessar que fico com uma curiosidadezinha sobre essa obra, pois a sua resenha causa uma boa impressão sobre a leitura. Vou arriscar e anotar a dica.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  13. Oioi...
    Ahhhh como nao amar os livros da Cassandra Clare ne?!
    Eu ainda nao li essa trilogia, confesso que estou atrasada nos livros.
    Amei saber do que se trata e to vendo que preciso correr pra ler tudo logo.
    Ja gostei de saber que Will é bem parecido com o Jace!!
    Amei a dica.
    Beijos

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  14. Oie
    muito legal a resenha, apesar de sempre ouvir falar da série eu nunca tive curiosedade mas também pq fujo de séries no momento, quem sabe um dia

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Ooi! Eu já tinha ouvido falar dessa trilogia, mas não me chama a atenção, porque tem triângulo amoroso :(
    Mas, fico feliz que tenha gostado!
    Bjs!
    Beeijos

    ResponderExcluir
  16. Oieee
    eu amo de paixão a escrita da cassandra, só li alguns dos primeiros livros da série dos Shadows Hunters mas já quero ler o resto da série e essa trilogia de quebra. Sua resenha está muito legal.
    Beijoooooos

    ResponderExcluir
  17. Thayenne, tudo bem?

    Dos livros da Cassandra que li (Peças, Instrumentos e Dama da meia noite, essa trilogia é a que mais gosto. Tessa, Jem e Will são meus personagens favoritos! Eles são tão bem construídos...São tão humanos, têm um desenvolvimento tão brilhante e um desfecho tão especial, impossível não se apegar. Li peças e quando comecei instrumentos ficava o tempo todo querendo saber mais desses três. E quando eles aparecem... É lindo. O mesmo se repetiu no Dama.

    Cassandra tem mesmo uma escrita meio arrastada em determinados momentos, talvez pelo fato de escrever fantasia e ter que descrever muitas coisas que não conhecemos, nos possibilitando assim imaginar todo o mundo que a autora nos apresenta. Mas acho ela uma gênia perita em amarrar pontas soltas, ou seja, TUDO, absolutamente tudo é explicado no decorrer das obras. Amo Amo.

    Adorei sua resenha!

    beijo

    Leitoras Inquietas

    ResponderExcluir

© Entre óculos e Livros - Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayanne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo