Curta e fique por dentro!

[Resenha] A probabilidade estatística do amor à primeira vista.


Título original: The Statistial Probability of Love at First Sight
Autor (a): Jennifer Smith
Editora: Galera Record
Ano: 2013
ISBN: 9788501095442

Sinopse: Com uma certa atmosfera de "Um dia", mas voltado para o público jovem adulto, A probabilidade estatística do amor à primeira vista é uma história romântica, capaz de conquistar fãs de todas as idades. Quem imaginaria que quatro minutos poderiam mudar a vida de alguém? Mas é exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto em Nova York, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver. Um britânico fofo, que se senta a seu lado na viagem para Londres. Enquanto conversam sobre tudo, eles provam que o tempo é, sim, muito, muito relativo. Passada em apenas 24 horas, a história de Oliver e Hadley mostra que o amor, diferentemente das bagagens, jamais se extravia.

"Que outras maneira de saber que valeu a pena, a não ser tendo uma pessoa lá para segurar sua mão nos momentos ruins?"

Hadley Sullivan é uma adolescente de dezessete anos, que por um atraso se quatro minutos acabou perdendo seu voo para Londres. Mesmo tendo conseguindo remarcar seu voo, ela sabe que terá que correr contra o tempo para chegar no horário certo ao casamento.

Casamento este em que ela não fazia a mínima questão de comparecer, pois não conhece a noiva de seu pai e mesmo tendo o conhecido por toda sua vida, desde que se mudou para longe e construiu uma nova vida, o pai dela se tornou um estranho.

No aeroporto, enquanto esperava por seu novo voo, Hadley conhece Oliver, um garoto bonito mas um tanto incomum, com um sotaque britânico de se apaixonar. Eles começam a conversar sobre amenidades, algo que ajude a passar o tempo, até que descobrem que estarão no mesmo voo, em cadeiras quase vizinhas.

Durante as sete horas de voo, Hadley e Oliver conversaram sobre tudo um pouco, inclusive assuntos desconfortáveis. Hadley não sabe em se essa intimidade que surgiu foi acusada pela atração ou pelo fato de estarem num avião, ela só sabe que Oliver mexeu com ela.

"O amor é a coisa mais estranha e sem lógica do mundo."

Mesmo várias pessoas tendo me indicado esse livro, eu demorei para lê-lo. Pois minhas expectativas estavam muito altas e eu não queria me decepcionar, esperei a euforia passar para pode lê-lo. Assim eu poderia aproveitar a leitura melhor e que leitura!

Apesar de ser narrado pela Hadley, eu senti mais empatia com o Oliver, não sei bem explicar porque, mas ele me encantou. Quando eu imagino o Oliver, não imagino alguém lindo de morrer, eu imagino alguém normal, comum até. Porém, o que me fez gostar dele foi o ar de melancolia que o cercava de vez em quando, principalmente quando falava no pai dele. Já com a Hadley eu senti certa familiaridade, porque assim como ela, tenho pais divorciados e sei o quanto isso pode afetar uma pessoa. Mesmo o divórcio sendo algo comum nos dias atuais, cada um reage de uma forma diferente. E foi daí que surgiu a familiaridade, pois me senti exatamente como a Hadley, porque ao mesmo tempo que eu sabia que meus pais estavam mais felizes separados, eu os queria juntos. Enfim, na minha opinião a autora trabalhou muito bem essa questão de o leitor de identificar em algum momento do livro com os personagens.

O livro não é um drama de se encolher em posição fetal e chorar até não poder mais, é mais um drama que te faz refletir sobre certas situações, não é um drama chato ou pesado, é algo mais suave, realista. A forma como a autora criou a história, como descreveu os personagens e suas vidas, tornou muito mais fácil o modo como sentimos na pele o que eles viveram, quase como se o que acontecesse com os personagens, estivesse se passando conosco [os leitores].

Uma história comovente e encantadora pelo ponto de vista de um adolescente em fase de mudanças. O livro abordará temas como divórcio, relacionamentos conturbados com os pais, adaptação, segundas chances, amor à primeira vista e aceitação. Uma leitura muita fluída que pode ser lida em poucas horas.

Beijos e até o próximo post! 

14 comentários:

  1. Olá.
    Faz um tempo que li esse livro e adorei. Adorei a forma como eles se encontraram depois de tudo. E realmente, é uma história encantadora! Parabéns pela resenha.

    Beijos. | * Sorteio: A Rebelde do Deserto *

    ResponderExcluir
  2. Acho legal esses livros adolescentes. Não é muito meu estilo, mas pela sua resenha parece ser muito legal!

    Beijos
    http://mamaeliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Quando li "Um Dia" ali já fiquei coisada, aquele é meu livro de romance favorito.
    Eu achei que esse livro fosse o maior clichê, mas você disse ali que ele é bem realista e isso me agrada muito. Não curto coisas muito enfeitadas, sabe?
    Sua resenha foi boa para abrir meus olhos, já estava julgando sem saber nadinha :D


    ourbravenewblog.weebly.com

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    nunca tinha ouvido falar desse livros, mas já gostei dele! Quase nunca leio livros em que me identifico, mas quando isso acontece fico pensando nele por muito tempo. Ótima resenha!

    http://detudo-umtodo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Após essa resenha linda estou arrependida de não ter comprado esse livro na promoção que teve essa semana, vou ali no canto chorar e já volto!kkk

    Adorei a resenha Thay!

    Beijos
    Jéss
    www.pintandoasletras.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Sou louca para ler esse livro, também tenho pais divorciados então já me indentifiquei !! Ele será o próximo livro que eu irei comprar❤🎉

    ResponderExcluir
  7. Que livro legal! Eu sempe vi esse livro ,mas nunca procurei saber exatamente do que se tratava(deduzir pelo título que falava de amor). Sua resenha ficou maravilhosa e me fez querer muito esse livro .
    Beijos,meumundomeusbooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Adorei tua resenha,eu tenho vontade de ler esse livro,mas nunca coloco como prioridade,quem sabe um dia lerei.Todo mundo fala que é Amorzinho e blá blá e eu vou dá essa chance.

    ResponderExcluir
  9. Gostei bastante do livro, mas não parece ter muitas aventuras ou sei lá... rsrsrs Não costumo gostar muito de livros "previsíveis". Amei sua resenha!

    Marcelo Júnior - Mistérios Literários
    http://misteriosliterarios.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Já conheço muito a história desse livro e ele simplesmente não me conquistou. Ya contemporâneo é algo que não me agrada mais então para eu dar uma chance a esse gênero tenho que amar a sinopse do livro e infelizmente não foi o casó desse livro.

    ResponderExcluir
  11. A resenha está ótima, mas esses livros nesse gênero não são meu forte! Ainda prefiro os romances que fazem chorar e lhe dá vontade de querer mais!

    ResponderExcluir
  12. Sua resenha é ótima. Não costumo ler muito livros assim, mas fiquei interessado, devido a sua resenha!!
    lendodesconhecidoblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  13. Gostei muito da resenha, já tinha lido outras acerca do livro mas não lembro de nenhuma ser tão esclarecedora! Adoro livros que trabalham como um simples fato pode alterar tudo, acredito que tudo acontece por uma razão. Sobre is pais divorciados penso que vou me identificar com ela também. Parabéns!

    Beijos, Carol
    Blog com V.

    ResponderExcluir
  14. Eu amei a resenha. Quero muito ler esse livro, só vejo comentários positivos. Eu também estava esperando a empolgação passar pra não me decepcionar e agora acaba que estou é enrolando mesmo kkk
    Beijinhos da Fran
    insidethebookssite.wordpress.com

    ResponderExcluir

© Entre óculos e Livros - Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayanne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo