Curta e fique por dentro!

[Resenha] Preces e Mentiras.


Título original: Prayers and lies
Autor (a): Sherri Wood Emmons
Editora: Novo Conceito
Ano: 2012
ISBN: 9788581630458

Sinopse: Quando Bethany, de 7 anos, conhece sua prima de 6 anos, Reana Mae, é o começo de uma relação desajeitada que salva ambas de uma solidão profunda. Todo verão, Bethany e sua família vão de Indianapolis para West Virginia’s Coal River Valley. Para a mãe de Bethany, essas viagens até lá a lembram de sua infância pobre e composta por minas de carvão, um lugar do qual ela desejou escapar. Mas seus amados familiares e a amizade de Bethany e Reana Mae continuavam trazendo lembranças. Mas conforme Bethany cresce, ela percebe que a vida nessa comunidade pequena e unida não é tão simples quanto pensava... que as cabanas na beira do rio, que guardam muito da história de sua família, também geram fofocas escandalosas... e aqueles mais próximos a ela guardam segredos inimagináveis. No meio das florestas densas e da beleza silenciosa do vale, esses segredos estão finalmente sendo revelados, com uma força suficientemente devastadora para acabar com vidas, fé, e a conexão que Bethany pensou que duraria para sempre.

"Ela aprendeu cedo a depender apenas de si mesma."

Bethany e Reana Mae são primas, mas por serem de idades diferentes não tinham amizade, até que Bethany aos sete anos passou a enxergar Reana Mae, na época com seis anos, como sua melhor amiga. A amizade só cresceu, ao ponto de se considerarem irmãs.

Ambas têm uma família grande e complicada, com muitos segredos embaixo do tapete. Mas, por serem crianças elas não dão muita importância a isso. Contudo, as complicações começam a piorar, e uma encontra na outra a força de que precisam para enfrentarem as coisas. Reana Mae é filha única e a princípio é meio tímida, já Bethany tem três irmãs mais velhas, mas por conta da diferença de idade – e no caso da Tracy, a maldade dela –, fez com que não fossem amigas.

Só há um único problema nessa amizade, a distância. Bethany e sua família moram em Indianápolis, enquanto que Reana Mae mora em Vale de Coal River e só durante os verões ou datas especiais que podem se ver. Para compensar a distância, elas começam a trocar cartas.

Depois de anos e de um período difícil na vida de Reana Mae, ela passa a morar na casa de Bethany com sua família. Mas, a Reana Mae que a Bethany conhecia, aquela que costumava passar horas brincando de boneca com ela, não existe mais. Reana Mae está completamente mudada.

"Não podia protegê-la de sua solidão nem de sua raiva.  Eu podia apenas amá-la, como sempre, e rezar para que aquilo fosse suficiente."

Ganhei esse livro no ano passado, desde então vinha pegando poeira na minha estante. Como nunca tinha ouvido falar nele, e a capa não ser muito bonita – sim, sou dessas que lê livros pela capa bonita 😁 –, não sentia o menor interesse em fazer esta leitura. Aí, como saiu na minha TBR, acabei lendo.

E me arrependo de não ter lido antes. Apesar do tom leve da narrativa, afinal vemos tudo pelos olhos de Bethany, que no começo era apenas uma criança, o enredo irá abordar temas pesados, como estupro, bipolaridade, suicídio, infidelidade e segredos que algumas famílias insistem em esconder. 

Reana Mae foi a personagem que mais me chamou a atenção, por ser filha única e sobretudo mulher, quando tudo o que seu pai queria era um menino, ela acaba sendo colocada de lado pela mãe. Mãe essa que fazia de tudo pelo marido, ao ponto de menosprezar a filha. Rejeitada, menosprezada, abusada (tanto física quanto psicologicamente), incompreendida, mal amada, essas são as descrições que me vem à mente quando penso na Reana. Ela sofreu muito e nunca teve ninguém para intervir, até que o pior aconteceu. Mas, aí já era tarde demais, o dano já havia sido feito e ela aprendeu a conviver com isso. 
Bethany, em comparação com Reana, é uma menina privilegiada. Mesmo não tendo tantos dramas na sua vida, ela acompanha de perto os dramas da irmã, Tracy, de Reana e da família. Muitas vezes era colocada de lado, não só ela como suas irmãs, por causa dos problemas de Tracy, que tomava toda a atenção dos pais.
Duas garotas de uma mesma família. Uma sofrendo por causa das injustiças que lhe foram cometidas no decorrer dos anos, a outra sofrendo por presenciar as injustiças sem poder fazer muita coisa. Ambas aprenderam que a vida nem sempre é um mar de rosas.

Um relato brutal sobre as injustiças que as pessoas sofrem diariamente, sobre como alguns segredos podem acabar com uma família ou uma pessoa. Uma narrativa fluída e emocionante. Personagens tocantes e alguns cativantes, daqueles que te fazem sofrer, chorar, sentir raiva por eles, mas acima de tudo, senti empatia, se colocar no lugar ou na situação do personagem. Desafio qualquer um a ler esse livro e não sentir nada.

Beijos e até o próximo post!

13 comentários:

  1. Também sou dessas que lê um livro pela capa kkk e olhando pra capa desse livro eu não daria nada por ele, mas após ler sua resenha, tenho uma concepção totalmente diferente sobre ele, gosto muito de livros que abordam esses temas que infelizmente tem se tornado muito falados atualmente.

    www.ironiadascapas.com.br

    ResponderExcluir
  2. Meu livro favorito foi comprado pela capa e dei sorte kkkkkk pq tb sou dessas.

    ResponderExcluir
  3. Genteeeeeee! Adorei essa sinopse. A capa tem uma certa influência sim, mas pra mim o que define tudo é a sinopse.
    Amei sua resenha, aumentou ainda mais meu interesse por essa leitura!
    Um xêro

    www.umadoseparaomeudia.com

    ResponderExcluir
  4. Adorei a Sinope, a resenha e o enredo desse livro!

    Prevejo muito choro! ( sou dessas) kkk

    E também sou das que compram livro pela capa ( muitas vezes) kkk

    Beijos Thay!!

    Jéss
    www.pintandoasletras.com.br

    ResponderExcluir
  5. Além da capa não ser muito legal(feia na verdade), eu com certeza compraria ele depois de olhar a sinopse ☺Mas confesso que já comprei muitos livros pela capa rsrs 😂
    Adorei a resenha!! Beijos, meumundomeusbooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Nossa, a capa é um horror mesmo. Mais uma vez, fica aqui minha crítica às capas da Novo Conceito. Por queee as capas deles são assim? Geralmente as capas mais feias que já vi, são de lá. Fico impressionada hahaha.
    Tirando isso, ADOREI a ideia do livro. Fiquei realmente curiosa... Parece bom mesmo, ainda não conhecia.
    Amei sua resenha, beijos!!

    ourbravenewblog.weebly.com

    ResponderExcluir
  7. Eu amei sua resenha. Parece ser um livro incrível e fiquei curiosa para ler. Ainda não conhecia esse livro. E eu também compro livros pelas capas haha
    Beijinhos da Fran
    Insidethebookssite.wordpress.com

    ResponderExcluir
  8. Eu adorei sua resenha. Apesar do livro ter me chamado atentão senti que ele é bem pesado, entãomesmo querendo ler ele, não vai ser por agr

    ResponderExcluir
  9. Parece ser um bom livro,pois tudo que já tinho visto sobre ele era coisas ruins.A história se passa pela visão das duas personagens?E esses temas que ele aborda são muito massa,e o melhor e tudo em um livro só. Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  10. Adorei a resenha, a história parece ser atraente. O legal de vir aqui sempre é que eu, assim como os demais, podemos conhecer vários livros novos e história impressionantes! Like ! Sucesso!

    ResponderExcluir
  11. Fiquei super interessada assim que li sua resenha e a capa não é tudo aquilo, mas ainda assim achei bonitinha até haha

    Beijos, Carol
    Blog com V.

    ResponderExcluir
  12. É tão bom quando as vezes deixamos um livro de lado e quando o lemos ficamos supresos e felizes com a obra!
    lendodesconhecidoblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  13. Eu também sou dessas que julga o livro pela capa.
    Adorei a resenha, fiquei bem curiosa com o livro e tbm amo quando me surpreendo com um livro que abandonei 💟

    ResponderExcluir

© Entre óculos e Livros - Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayanne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo