Curta e fique por dentro!

[Resenha] Cidade dos Ossos.


Título original: City of Bones
Autor (a): Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Ano: 2010
ISBN: 9788501087140

Sinopse: Um mundo oculto está prestes a ser revelado... Quando Clary decide ir a Nova York se divertir numa discoteca, nunca poderia imaginar que testemunharia um assassinato - muito menos um assassinato cometido por três adolescentes cobertos por tatuagens enigmáticas e brandindo armas bizarras. Clary sabe que deve chamar a polícia, mas é difícil explicar um assassinato quando o corpo desaparece e os assassinos são invisíveis para todos, menos para ela. Tão surpresa quanto assustada, Clary aceita ouvir o que os jovens têm a dizer... Uma tribo de guerreiros secreta dedicada a libertar a terra de demônios, os Caçadores das Sombras têm uma missão em nosso mundo, e Clary pode já estar mais envolvida na história do que gostaria.

"Passei a vida inteira achando que havia alguma coisa errada comigo. Alguma coisa faltando ou estragada."

Clarissa Flay é uma garota normal de 15 anos, mora com a mãe e seu pai faleceu quando ela era bebê, essa história foi a história contada por sua mãe. Seu melhor amigo é o Simon, e são inseparáveis. Clary, como é chamada, também tem um tio, o Luke, ele não é realmente tio dela, mas para ela é como se fosse, já que convive com ele há anos.

Clary e Simon decidem comemorar o aniversário da Clary numa boate chamada Pandemônio, lá a Clary presencia um grupo de três adolescentes acorrentarem um garoto de cabelos azuis, ela não sabe nem o que pensar em nada e na tentativa de salvar o garoto acabou chamando a atenção para si mesma. Jace, o suposto líder do grupo, resolve a situação e pede a Isabelle que libere Clary, que não representa risco nenhum aos caçadores de sombras por não ter provas. Além disso, qual polícia acreditaria em demônios, espadas e outras coisinhas inexplicáveis.

Clary acha que está ficando louca, pois só ela consegue ver os caçadores das sombras, sem ter com quem compartilhar isso, por medo de julgarem-na como louca, ela guarda isso para si mesma. Até o dia em que sua mãe é raptada por um ser demoníaco e ela terá que recorrer a ajuda dos caçadores. Mergulhando assim de cabeça num universo que ela acreditou só existir em livros.

"Mas alguma coisa a respeito de Jace fazia com que ela quisesse insistir, quebrar a crosta do cinismo e fazê-lo admitir que acreditava em alguma coisa, sentia alguma coisa, se importava com qualquer coisa que fosse."

A primeira vez que li esse livro, achei toda a história muito fantasiosa. Na época, eu não lia muitos livros do gênero, preferindo sempre o romance. Conheci a série Os Instrumentos Mortais navegando por blogs lá em 2011, adicionei a wishlist, mas nunca conseguia encontrar os livros e quando os encontrava estavam sempre por preços altos :( Enfim, muita coisa rolou para eu ler esse livro e quando li acabei não gostando tanto. Só que dessa vez foi diferente.

Preciso dizer que amei a forma como a Cassandra inseriu um universo fantástico em meio à rotina de uma cidade grande. O romance mesmo ficando em segundo plano, conseguiu roubar um pouco a cena, por causa de todas as complicações que existem (não posso falar muito, para não dar spoilers). Não gostei muito da narrativa, em muitas cenas algumas informações ficaram confusas por não estar explícito qual era o personagem que estava sendo abordado, apesar disso a escrita da autora é muito boa, ela consegue cativar o leitor e é muito detalhista, o que me ajudou a ter uma visualização melhor de como seriam as coisas.

Não gostei muito da Clary, ela passava uma imagem, mas tinha uma atitude diferente. Ela queria ser badass, mas muitas vezes acabava paralisada sem saber o que fazer e tendo que depender de alguém para salva-lá. Me apaixonei perdidamente pelo Jace, o cara é todo bruto, com aquela posse de nada-me-abala que me deixou caidinha (adoro um bad boy <3). Todo o passado do Jace é interessante ainda mais quando novas coisas vão sendo reveladas, o que deixa o personagem sem saber qual caminho seguir. Eu gosto muito do Simon, porém quando ele fica tentando a todo custo chamar a atenção da Clary, isso me entendiava, pois ele é um personagem com uma carga muito boa, mas que acaba perdendo esse "brilho" por ficar choramingando pela Clary (bléh).

Uma leitura que me levou a outro universo, e que me encantou de uma forma muito boa, os personagens foram muito bem construídos e espero que nos próximos livros – alguns – personagens sejam melhores desenvolvidos. Um livro que te levará do riso ao choque muito fácil, te deixará tensa nas cenas de ação e quase te enlouquecera com a atitude de alguns personagens, mas que ainda assim você não conseguirá largar o livro.

E aí, já leram? Gostaram? Comentem o que achou aqui embaixo. Beijos e até o próximo post!

Nenhum comentário

Postar um comentário

© Entre óculos e Livros - Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayanne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo