Curta e fique por dentro!

[Resenha] Cidade das Cinzas.


Título original: City of Ashes
Autor (a): Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Ano: 2011
ISBN: 9788501087157

Sinopse: No mundo dos Caçadores de Sombras, ninguém está seguro. E agora que Clary descobriu fazer parte do perigoso Submundo, sua vida nunca mais será a mesma. Jace, seu recém-descoberto irmão, está cada vez mais impossível, e não parece medir esforços para enfurecer a todos. E sua atitude de bad boy não ajuda em nada quando, após o roubo do segundo dos Instrumentos Mortais, a Inquisidora aparece no Instituto para interrogá-lo... Agora Jace é suspeito de ajudar o pai, o perverso Valentim, num plano que vai colocar em risco não só Idris ou o Submundo, mas toda a cidade de Nova York. E Clary não pode deixar de se perguntar: será que as ironias de Jace são só uma forma de chamar atenção, ou também pode haver uma traição por trás de tanto mistério?

"A dor só é o que você permite que ela seja."

Após, tudo ser jogado no ventilador no final do livro anterior (Cidade dos Ossos), veremos no começo desse as consequências, como que as revelações afetaram certos personagens e como isso influenciará algumas atitudes. Além de tentarem descobrir qual o plano nefasto de Valetim.

Clary foi morar com Luke, enquanto que sua mãe não acorda. Seu relacionamento com o Simon mudou para algo mais, e apesar de estar tranquila com a situação, no fundo se sente culpada pelo que houve com Jace. Clary tentar viver sua vida normalmente, porém com todas as informações que recebeu nos últimos tempos, ela sente que falta algo.

A Clave mandou uma inquisidora até o instituto de Nova Iorque, eles temem que Valentim use sua conexão entre pai e filho para saber o que se passa na clave. Por esta razão, Maryse manda Jace ir embora, mas ele acaba ficando por não temer a verdade. Quando a inquisidora chegar, ela manda colocarem o Jace numa cela da Cidade dos Ossos para que ele não fuja.

"Mas não importava; o que havia entre eles ainda era frágil como uma chama de vela, delicado como uma casca de ovo – e ele sabia que, se despedaçasse, se de algum jeito deixasse aquilo quebrar, alguma coisa dentro dele se despedaçaria também, algo que jamais poderia ser consertado."

Confesso que eu não sabia bem o que esperar desse livro, já que na minha mente eu tinha um começo diferente do que o que realmente aconteceu. Assim que terminei o livro anterior, já comecei esse pois não me aguentava de curiosidade e o mesmo aconteceu quando terminei Cidade das Cinzas, infelizmente ainda não tenho a continuação.

Eu acreditava que por Cidades dos Ossos ter terminado de uma forma repleta de ação, Cidade das Cinzas também seguiria essa mesma linha, porém foi como se tudo houvesse começado de novo. No começo o desenvolvimento foi bem lento, mas explicou muitas dúvidas surgidas no livro anterior, aí no meio tem uma reviravolta de fazer um enlouquecer (hahaha) e eu fiquei sem saber o que esperar do final, tenho que dizer que não me decepcionei nem um pouco com o final, na verdade não vejo a hora de ler o próximo livro.

Novos personagens surgiram nesse segundo volume, e outros que já tinham aparecido ganharam mais destaque. Novas complicações surgiram e os personagens tiveram que dar o seu melhor para resolverem os problemas sozinhos. Continuo apaixonada pelo Jace, mas o Alec tomou todo o meu coração nesse livro, pois tudo o que foi revelado sobre ele e como ele cresceu na história, me deixaram fascinada. Se você quer um livro que vai ser difícil de largar, esse livro é pra você.

E aí, já leram? Gostaram? Comente aqui embaixo, beijos e até o próximo post!

Nenhum comentário

Postar um comentário

© Entre óculos e Livros - Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayanne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo