Curta e fique por dentro!

[Resenha] Roleta Russa.


Título original: Red Sparrow
Autor (a): Jason Matthews 
Editora: Arqueiro
Ano: 2014
ISBN: 9788

Sinopse: Desde pequena, o sonho de Dominika Egorova era fazer parte do Bolshoi, o balé mais importante da Rússia. Após ser vítima de uma sabotagem, porém, ela vê sua promissora carreira se encerrar de forma abrupta. Logo em seguida, mais um golpe: a morte inesperada do pai, seu melhor amigo. Desnorteada, Dominika cede à pressão do tio, vice-diretor do serviço secreto da Rússia, o SVR, e entra para a organização. Pouco tempo depois, é mandada à Escola de Pardais, um instituto onde homens e mulheres aprendem técnicas de sedução para fins de espionagem. Em seus primeiros meses como pardal, ela recebe uma importante missão: conquistar o americano Nathaniel Nash, um jovem agente da CIA, responsável por um dos mais influentes informantes russos que a agência já teve. O objetivo é fazê-lo revelar a identidade do traidor, que pertence ao alto escalão do SVR. Logo Dominika e Nate entram num duelo de inteligência e táticas operacionais, apimentado pela atração irresistível que sentem um pelo outro.

"Precisava que alguém precisasse dela. Precisava que ele precisasse dela. Podia sentir seu eu interior abrir a porta e dar um passo para fora, junto com uma torrente de sentimentos."
Nathaniel Nash veio de uma família de advogados, desde seu pai aos seus irmãos mais velhos, e junto a isso veio a expectativa de que ele pudesse se tornar um também. Mas, Nathaniel sempre pensou diferente, e não por querer contrariar, e sim, por gostar se encarar seus medos de frente. Se formou em Literatura Russa e se candidatou a uma vaga na CIA, tornando seu relacionamento com a família difícil. E apesar de enfrentar situações complicadas, não desistiu.

Após ter cometido um erro numa importante missão, acabou sendo transferido para uma estação, onde sua possibilidade de crescer dentro da CIA era quase nula. Faltando dois dias para chegar a notificação de dispensa, abriu uma vaga na Finlândia e foi lá que ele foi realocado.

Dominika Egovora perdeu seu pai e sua carreira como bailarina ao mesmo tempo. Para tornar essa situação ainda mais difícil seu tio, Vanya Egorova, "solicita" sua ajuda, e quando ela pensa em recusar, ele ameaça deixar sua mãe sem nada. Dominika acaba por aceitar, mas não pela ameaça, apesar de isso ter influenciado um pouco sua decisão, mas sim, pelo desafio, para mostrar ao tio do que ela pode ser capaz.

Ela passa por todos os procedimentos até que se tornar agente da SVR, e como presenciou algo que pode deixar toda a SVR em uma situação delicada, seu tio decidi encarrega-lá de outras missões, para que assim ela não tenha tempo de entregá-los e ao mesmo tempo manter alguém de olho nela.

Os caminhos de Dominika e Nate ae cruzaram, quando Vanya encarrega Dominika de seduzi-lo e assim fazê-lo revelar seus segredos. Só que o Nate pediu que investigassem sobre ela, e ao descobrir seu parentesco como vice-diretor da SVR, que é uma rival da CIA, isso se tornou ainda mais desafiante para ele, instigante até. Agora só resta saber quem se renderá primeiro.

"Uma coisa é certa: quando as coisas dão errado, é assim, de uma hora para outra."

O que mais me chamou atenção nesse livro foi a capa, ela não é bonita, mas há algo que me atraiu, li a sinopse e gostei, além disso estava por 10 dilmas, quem iria resistir, né? Enfim, não esperava nada do livro, expectativa zero, afinal nunca tinha ouvido falar do livro, muito menos do autor. Mas arrisquei e não me arrependo.

O livro vai girar em torno das organizações secretas, muitas pessoas - inclusive eu - não sabem de suas existências, mas se existem é por um motivo. E o autor conseguiu explicá-las sem deixar chato ou mesmo cansativo a leitura.

O livro é rico em detalhes, e depois que o li, vi que algumas pessoas acharam cansativo, porque há muitas partes de "pensamentos" e poucas de diálogos. Assim como elas, também não gosto muito se livros assim, mas estava tão mergulhada no livro que isso não me incomodou, acredito que isso se deva a escrita do autor, que conseguiu ser leve mesmo quando eram cenas mais tensas.

Gostei muito dos personagens, eles me fizeram ter muita empatia por eles. Cada um ao seu modo estavam tentando provar algo. Dominika queria que os outros vissem além de sua beleza, queria que a reconhecesse por seus méritos, por sua inteligência. Nate queria mostra a família que não era um perdedor, que podia fazer algo diferente da família e ainda assim ser bom no que faz. Duas pessoas totalmente diferentes, com propósitos iguais, que tentam se manterem dignos em meio a tanta sujeira. Seus caminhos acabam se cruzando, e depois de conviverem se perguntam, se o que fazem é realmente necessário.

Confesso que li o livro num momento errado, estava no meio de uma ressaca literária, e acredito que teria aproveitado melhor se fosse num tempo diferente. Mas, mesmo assim foi um livro marcante.

Um livro de ação, recheado de segredos, corrupção, trapaças e romance. Uma estória que te deixará pensando no porquê de não sabermos exatamente para que servem os órgãos do governo, o que realmente há por baixos dos panos. 

E aí, já leram? Gostaram? Curiosos? Comentem aqui embaixo, eu adoraria saber. Beijos e até o próximo post.

Nenhum comentário

Postar um comentário

© Entre óculos e Livros - Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayanne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo