Curta e fique por dentro!

[Resenha] Inferno.


Título original: Hell
Autor (a): Dan Brown
Editora: Arqueiro
Ano: 2013
ISBN: 9788580411522

Sinopse: Neste fascinante thriller, Dan Brown retoma a mistura magistral de história, arte, códigos e símbolos que o consagrou em "O Código Da Vinci", "Anjos e Demônios" e "O Símbolo Perdido" e faz de Inferno sua aposta mais alta até o momento. No coração da Itália, Robert Langdon, o professor de Simbologia de Harvard, é arrastado para um mundo angustiante centrado numa das obras literárias mais duradouras e misteriosas da história: O Inferno, de Dante Alighieri. Numa corrida contra o tempo, ele luta contra um adversário assustador e enfrenta um enigma engenhoso que o leva para uma clássica paisagem de arte, passagens secretas e ciência futurística. Tendo como pano de fundo poema de Dante, e mergulha numa caçada frenética para encontrar respostas e decidir em quem confiar, antes que o mundo que conhecemos seja destruído.

"Acho que pensar no problema... é justamente o problema."

Após ter um pesadelo Robert Landgon acorda. Porém, ele não se lembra de nada e fica desconfortável com essa situação, o que acaba disparando os monitores que estão conectados aos seu corpo, chamando assim a atenção do médico que lhe atendeu, Dr. Marconi e de sua assistente Sienna Brooks.

Sienna tenta acalmar o Robert, mas ele quer saber o que lhe aconteceu e o porquê está com tanta dor de cabeça. Com muita calma, ela explica que ele levou um tiro de raspão, chegou sozinho ao hospital e sem documentos, desmaiou assim que entrou na emergência e agora que está acordado não consegue se lembrar do que houve.

Robert fica perplexo ao saber de tudo isso, pois sua última memória, é ele na piscina — quem já leu os outros livros da série Robert Lagdon, sabe que ele é um ótimo nadador — nos Estados Unidos, e agora está na Itália sem saber como foi parar lá.

Uma mulher se apresentou ao hospital como se fosse fazer uma visita a ele, coisa que seria impossível já que seu nome não constava na lista de pacientes. Sienna fica receosa em deixá-la entrar, porém Robert acredita que seja alguém que irá lhe explicar sua explicação, já que sabia onde encontrá-lo.

Contudo, assim que é autorizada a entrada da misteriosa mulher, a primeira coisa que faz é atirar no Dr. Marconi. Sienna arrasta junto consigo o Robert, que está muito debilitado devido as medicações que tomou. A partir daí as aventuras só aumentam, e um só pode confiar no outro para solucionar os mistérios que os cercam.

"Quando se está nadando em um túnel escuro, chega um momento em que não se tem mais fôlego para voltar. A única alternativa é seguir nadando rumo ao desconhecido... e rezar por uma saída."

Finalmente finalizei este livro! Há anos atrás, eu tentei ler esse livro pela primeira vez, chegou na metade acabei abandonando-o, a estória não estava fluindo pra mim. Dessa segunda vez, eu estava disposta a chegar até o fim, e saber o que realmente aconteceu. E no final não me arrependi.

Gosto muuuito do Dan Brown, as estórias dele sempre me envolvem, me deixam na expectativa do que pode acontecer no próximo capítulo. Mas, mesmo com muitos pontos positivos ao seu favor, o autor acabou pecando em alguns pontos. Como por exemplo, há toda uma farsa por traz da mulher que quer matar o Robert, só que ele caprichou tanto nas descrições que quando todo o mistério foi resolvido, deu a impressão de que houve furos na estória.

O Dan conseguiu criar uma trama digna de filmes de ação, a todo tempo havia alguma coisa acontecendo, coisas iam sendo reveladas e ansiedade em descobrir fez com que fosse uma leitura muito cativa. No início do livro a leitura não fluia, mas depois da página 150 o negócio começou a ficar interessante e eu não queria mais largar o livro. O autor nos levou a conhecer, interpretar e gostar da obra criada por Dante Alighieri, Inferno é muito mais do que um lugar que tememos, é uma obra de arte que merece ser mais explorada — e foi, com perfeição, por Dan Brown.

O ponto forte do livro foram os personagens, Robert como sempre dando um show de inteligência, mas dessa vez não foi a estrela do livro, isso ficou para Sienna Brooks, que a princípio é só uma assistente médica, porém no decorrer do livro iremos descobrindo coisas sobre ela, que primeiro ficamos chocada, depois triste por ela, mas pro final da estória ficamos irada com ela, e no final percebemos que ela é apenas mais uma pessoa que acreditava em algo que achava ser certo.

E aí, já leram? Gostaram? Não se esqueçam de comentarem o que acharam aqui embaixo. Beijos e até o próximo post.

Nenhum comentário

Postar um comentário

© Entre óculos e Livros - Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayanne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo