Curta e fique por dentro!

Resenha #110: Heaven.


Título original: Heaven
Autor (a): Alexandra Adornetto
Editora: Agir
Ano: 2012
ISBN: 9788522014088

Sinopse: Bethany, um anjo enviado à Terra, e seu namorado mortal, Xavier, foram para o inferno e voltaram. Mas agora seu amor será posto ao seu maior teste até agora, já que eles desafiam a lei Celeste e se casam. Eles não contam aos irmãos arcanjos de Beth, Gabriel e Ivy, mas os anjos saberão em breve, e a punição vem de uma forma aterradora: os Sete, que são desonestos anjos empenhados em manter Beth e Xavier distantes, destruindo Gabriel e Ivy, e escurecendo o poder angelical nos céus. A única maneira de Bethany e Xavier poderem fugir dos Sete é esconderem-se a céu aberto, e se misturar com os outros mortais da mesma idade. Gabriel e Ivy os põem na faculdade, onde eles não podem revelar seu relacionamento, e onde ainda há perigo em cada esquina. Será Bethany chamada de volta para o céu - para sempre - e capaz de deixar o amor de sua vida?

"Mas, em algum lugar dentro de mim, apesar de toda a preocupação, mágoa e raiva, ainda sentia uma mão consoladora, como um sussurro no ouvido que me guiava adiante e me mostrava que não estava sozinha."

Beth e Xavier acabam tomando uma atitude, um passo maior do que as pernas, e as consequências serão graves. A começar pelo padre, que morreu tentando ajudá-los (isso não é um spoiler). Gabriel e Ivy não sabem como lidar com essa situação, e os mandam para uma casa no meio do nada, onde terão que ficar isolados, sem se comunicação com ninguém.

Dias depois da chegada na casa, Gabriel e Ivy descobrem que Os Setes - uma espécie de soldados do céu - estão a procura de Beth. Esses soldados são implacáveis, e é muito difícil fugir deles. Mas, Beth e Xavier tentaram.
Um dos soldados os encontra, Beth acreditava que tudo estava perdido, só que O Sete tentou matar Xavier e isso despertou uma fúria assassina nela, que acabou volocando fogo na casa, e assim conseguindo fugir levando consigo um Xavier desarcordado.

Ivy tem a ideia de ao invés de se isolarem, irem morar num local cheio. E assim, Beth e Xavier ganham novas identidades, se tornando Ford e Laurie. Só que com uma complicação, eles terão que se passar por irmãos. O que será difícil pra Beth, já que várias garotas se interessam pelo Xavier/Ford, incluindo sua colega de quarto que não fala em outra coisa.

As coisas se tornaram mais interessantes com a chegada da Molly na Universidade do Mississipi - o campus onde eles estão morando agora -, só que ela não veio sozinha, e sim, acompanhada de seu novo namorado, que foi a razão dela ter desistido da outra universidade. Será que Molly realmente superou o Gabriel? E porque será que, ele ficou tão espantado com esta nova situação?

"Durante toda a minha vida, me senti como alguém de fora, analisando um mundo do qual nunca fiz parte. [...] Conhecer Xavier mudou tudo. Ele havia me deixado entrar, havia me amado e cuidado de mim. Nunca se importou com o fato de eu ser diferente e deu vida ao meu mundo apenas com sua presença."

Eu adorei ler toda a trilogia, os livros se completam, e são estórias deliciosas de ser ler. Porém, esse livro pecou em alguns pontos. O final, por exemplo, foi muito corrido e passou a sensação de que a autora queria terminar o quanto antes, não estou dizendo que foi ruim, mas ao fazer isso a autora acabou deixando coisas de fora, como o que aconteceu com os personagens secundários, não explicou a fonte dos poderes da Beth e ainda adicionou uma estória relacionada ao passado do Xavier, que eu fiquei incrédula e na minha opinião não foi convicente. Tirando isso, o livro foi incrível!

A autora continuou com a pegada do livro anterior, então a cada virar de páginas havia algo interessante ou intrigante acontecendo, tornando impossível largar o livro. A narrativa da autora é muito boa, é fluida e envolvente. Os personagens desenvolveram muito do último livro pra cá. 

Na última resenha, eu falei um pouco sobre a futilidade da Molly, e nesse livro a autora deu um tapa na minha cara por isso hahaha. Ela mostrou uma Molly totalmente mudada, que por conta do fanatismo de seu namorado, acabou perdendo sua essência na tentativa de agrada-lo. E isso pra mim, foi incrível! Ela soube desenvolver bem essa parte da estória, mesmo a Molly não sendo protagonista, afinal tudo o que acontecia nos era passado através do ponto de vista da Beth, mas, mesmo assim a Alexandra conseguiu transmitir perfeitamente a sensação de uma pessoa perdida sem saber em quê acredita. Eu adorei isso! Foi sem dúvida o ponto forte do livro.

Sei que o livro tem suas pontas soltas, e pode ser que o final não agrade a vocês, mas peço que deem uma chance a essa trilogia, porque ela é muito boa, e conseguiu me envolver super, e acredito que poderá envolver você também. E mesmo sendo apressado, o final foi lindo e bem emocionante.

Recomendado para os fãs de sobrenaturais, romance, drama e um pouco de suspense.

"As suas lembranças são pesos. Você deve se livrar delas."

E aí, gostaram? Já leram? Ficaram curiosos? Comentem aqui embaixo o que acharam, adoraria saber :) Beijos e até o próximo post.

Nenhum comentário

Postar um comentário

© Entre óculos e Livros - Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayanne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo