Curta e fique por dentro!

Resenha #109: Princesa Adormecida.

Autor (a): Paula Pimenta
Editora: Galera Record
Ano: 2014
ISBN: 9788501034205

Sinopse: Era uma vez uma princesa... Você já deve ter ouvido essa introdução algumas vezes, nas histórias que amava quando criança. Mas essa princesa sou eu. Quer dizer, é assim que eu fiquei conhecida. Só que minha vida não é nada romântica como são os contos de fada. Muito pelo contrário. Reinos distantes? Linhagem real? Sequestro? Uma bruxa vingativa? Para mim issotudo só existia nos livros.  Meu cotidiano era normal. Tá, quase normal. Vivia com meus (superprotetores) tios, era boa aluna, tinha grandes amigas. Até que de uma hora pra outra, tudo mudou. Imagina acordar um dia e descobrir que o mundo que você achava que era real, nada mais é do que um sonho. E se todas as pessoas que você conheceu na vida simplesmente fossem uma invenção e, ao despertar, percebesse que não sabe onde mora, que nunca viu quem está do seu lado, e, especialmente, que não tem a menor ideia de onde foi parar o amor da sua vida. Se alguma vez passar por isso, saiba que você não é a única. Eu não conheço a sua história, mas a minha é mais ou menos assim.

"Não sei. Mas isso que eu estou sentindo é uma euforia louca que me dá vontade de sair dançando pelos corredores da escola... Mas ao mesmo tempo esconde uma tristeza sutil, que parece morar no lugar mais fundos do coração. E isso tudo me faz sorrir e chorar, por ser tão bom e tão dolorido ao mesmo tempo. Dá pra entender?"

Doroteia Lopes e Stefan Bellora se conheceram num concurso de culinária em Paris. Se apaixonaram e engataram num romance. Doroteia voltou ao Brasil - seu país natal - para informar os familiares de que se casaria, toddoas da família ficaram surpresos, mas mesmo assim Doroteia seguiu enfrente. No dia do seu casamento, ela descobre que Marie Malleville, que se dizia sua amiga, tentou estragar seu grande dia, há anos Marie é apaixonada pelo Stefan, que sempre a viu apenas como amiga.

Marie sequestra Áurea, que na época ainda era uma bebê, só que um garotinho de 5 anos - que terá um papel muito importante no futuro da estória - acabou presenciado e a delatou para a polícia. Porém, Marie é liberada por falta de privas, mas a família Bellora vive constantemente com medo de que a Marie possa fazer algo pior com a Áurea.

Eles forjam a morte de Áurea e a envia secretamente para o Brasil, onde passará a morar com seus três tios e terá um novo nome, Anna Rosa.

"Você vai casar comigo?' E eu, mesmo sem entender o significado daquilo, mas influenciada por todos os contos de fadas que minha mãe me contava, rodopiei no meu vestido rodado que usava naquele dia e respondi: 'Só se você prometer que a gente vai ser feliz pra sempre.' Acho que ele também não sabia do que estava falando, mas sorriu."

Doce. Essa é a palavra que me vem a mente para descrever a estória. Eu gosto da escrita da Paula, mas na minha opinião ela se superou com este livro. 

É uma leitura muito fluída, com uma linguagem suave, própria para seu público alvo, os adolescentes. Eu amei ver o desenvolvimento dos personagens e achei o romance super fofo e fiquei torcendo para o casal ficar junto, mesmo quando houve um mal entendido.

Não posso e não quero falar mais sobre a estória, porque posso dar spoiler, e  porque o bom do livro é aprecia-lo sem saber como a estória se desenvolverá. O livro é fininho e super rápido de se ler, e nele vemos alguns personagens do livro Cinderela Pop, que é o livro anterior a esse, mas mesmo assim não há nada que possa interferir na leitura. Em suma, uma leitura encantadora, fofa, divertida, leve e que te deixará suspirando.

"Quando o coração está inquieto, a cabeça dificilmente consegue se concentrar." 

Então, é isso! Beijos e até o próximo post.

Nenhum comentário

Postar um comentário

© Entre óculos e Livros - Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayanne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo