Curta e fique por dentro!

Resenha #95: O Guardião.



Título original: The Guardian
Autor (a): Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro
Ano: 2013
ISBN: 9788580411140

Sinopse: Quarenta dias após a morte de seu marido, Julie Barenson recebe uma encomenda deixada por ele. Dentro da caixa, encontra um filhote de cachorro dinamarquês e um bilhete no qual Jim promete que sempre cuidará dela. Quatro anos mais tarde, Julie já não pode depender apenas da companhia do fiel Singer, o filhotinho que se tornou um cachorro enorme e estabanado. Depois de tanto sofrimento, ela enfim está pronta para voltar a amar, mas seus primeiros encontros não são nada promissores. Até que surge Richard Franklin, um belo e sofisticado engenheiro que a trata como rainha. Julie está animada como havia muito tempo não sentia, mas, por alguma razão, não consegue compartilhar isso com Mike Harris, seu melhor amigo. Ele, por sua vez, é incapaz de esconder o ciúme que sente dela. Quando percebe que o desconforto diante de Mike é causado por um sentimento mais forte que a amizade, Julie se vê dividida entre esses dois homens, ela tem que tomar uma decisão. Só que não pode imaginar que, em vez de lhe trazer felicidade, essa escolha colocará sua vida em perigo.

"- É claro que achei. É preciso coragem para mudar de vida como você fez.
- Eu não tinha escolha.
- Sempre tem uma escolha. Só que algumas pessoas fazem a errada."

Julie já passou por coisas muito difíceis na vida, e olhe que ela nem é tão velha assim. Sua mãe tem problemas com a bebida, tem o hábito de trocar de namorado como quem troca de roupa e ainda os leva para morar com elas. Um deles tenta molestar Julie, desesperada e com medo ela conta a mãe o que aconteceu, esperando que a mãe pudesse ajudá-la, mas não, a mãe a expulsa de casa e diz que a culpa é dela por "ficar provocando-o". Depois disso, Julie nunca mais viu sua mãe e passou a morar nas ruas. 

Sua sorte muda quando ela conhece o Jim, ele a alimenta e faz uma proposta a ela, como ela não o conhecia direito, recusou. Mas, ao se ver mais uma vez nas ruas, ela vai atrás dele. E Jim a ajuda mais uma vez, e depois de meses morando na pacata cidade de (digite o nome da cidade aqui), eles engatam um namoro. Seis anos depois, Jim faleceu.

Julie acreditava ser muito difícil seguir enfrente, porém o fez. Não por si mesma, mas pelo o Jim que tanto a ajudou e lhe amou. E dois anos depois quando se sentiu pronta, começou a ter encontros. Ela conhece o Richard, ela ainda está meio receosa, contudo decidi investir para ver no que vai dar. Só que mesmo o Richard passando a imagem de homem perfeito, Julie sente que falta algo. E é aí que sua mente (e seu coração) retorna para seus sentimentos sobre o Mike, seu melhor amigo, que sempre esteve ao seu lado nos bons e nos maus momentos, e que Julie sabe que ele é apaixonado por ela. Mas, ela não tem certeza dos seus sentimentos para com ele, e não quer de jeito nenhum estragar a relação que eles tem.

"Mesmo com toda essa coisa horrível acontecendo, você me faz feliz. Só queria que soubesse disso."

Fazia um ano que eu não lia nada do Nicholas Sparks e estava sentindo falta dos romances água-com-açúcar. Eu já tinha tentado ler esse livro antes, mas não estava na vibe. Dezembro é sempre um mês sentimental para mim, e por isso decidi tentar lê-lo outra vez. E foi uma das decisões mais acertadas da minha vida.

O livro vai ter esse dilema amor/amizade, porém o Nicholas optou por adicionar algo a estória, e ele trouxe o suspense para o enredo, que deixou a leitura muito rápida. Ele criou um personagem incrível, tudo aquilo que uma mulher idealiza num homem, mas essas características eram para disfarçar o que tinha além da superfície, e para mim essa foi uma jogada de mestre, o personagem por ser meio óbvio gerava muitas dúvidas se ele era realmente o culpado, mas mesmo sendo algo óbvio eu não desisti da leitura até saber qual seria a próxima jogada dele, porque ele enganou muita gente, inclusive a polícia.
O culpado é ardiloso e escorregadio, está sempre um passo a frente da polícia, além de ser inteligente pra caramba, o que dificultava o trabalho da polícia em localiza-lo. O melhor psicopata <3 hahahha. Mas, sério, estou falando tudo isso, sobre como ele é inteligente e tal, mas durante a leitura senti muito ódio dele, as coisas que ele fez são repugnantes, e ele não sente um pingo de culpa.

Já o casal principal é um doce! É super gostosinho de acompanhar a evolução do relacionamento deles, é leve, é romântico e muito encantador.
Os personagens secundários foram muito bem construídos, não servem apenas para serem "papéis de fundo", são engraçados, carismáticos e cada um terá um papel importante no desenrolar da estória.

Indico a estória para os apaixonados (assim como eu) na escrita e nos livros do Nicholas, para quem curte amizades que viram algo mais, para quem gosta de mistério e suspense. Mas não vão na expectativa de um suspense digno do Harlan Coben, por exemplo, não é o melhor suspense que já li, mas por se tratar de um autor que nunca escreveu sobre isso é mega válido.

Já leram? Gostaram? Deixem suas opiniões nos comentários, eu adoraria saber. Beijos e até o próximo post.

11 comentários:

  1. Olá!
    Preciso ser sincera e infelizmente eu não gosto do autor. Sempre torço o nariz pra ele sabe? Eu já li umas duas resenhas desse livro e talvez seja o que eu menos acho ruim aparentemente dele. Acredito que pelo elemento suspense. Se eu tiver a oportunidade, lerei. Ler nunca é demais, mas não tenho muitas expectativas com o livro. Fico feliz que tenha gostado, cada leitura bem aproveitada é super válido sempre. :)

    ResponderExcluir
  2. Tenho mais medo do Nicholas Sparks do que do Jason de sexta feira 13. O homem pra gostar de matar as pessoas. Peguei trauma e deixe os livros dele acredita? Mas para quem ler recomendo lencinhos e que o coração esteja em dia. Um grande abraço!
    http:// www.lostgirlygirl.com

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Vou falar com sinceridade: não gosto do autor e se eu poder passar longe, eu passo rs Infelizmente é aquele tipo de leitura que não me agrada, por mais que eu pense que poderia ser legal, e não me chama atenção em nada. Acho que o comentário da Anelise Besson me definiu bem rs
    Mas confesso que fiquei intrigada pelo suspense e tudo mais. Isso com certeza foi um atrativo, mas acho que ainda assim eu não leria. Mas para que gosta do Nich, é um prato cheio né?
    Abraços!
    https://blogladoescuro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oie, eu simplesmente amo Nicholas Sparks, mas este livro eu ainda não li. Está na minha estante desde o lançamento, mas ainda não surgiu a oportunidade para conferir a história. Sua resenha atiçou a minha curiosidade e acho que vou ler em breve!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oie, tudo bem?

    Como sempre, sua resenha está linda, mas vou te confessar, não consigo me sentir atraída pela premissa. Já tentei ler Nicholas Sparks, mas eu realmente não consegui me prender na leitura. Quem sabe eu tente qualquer dia novamente?!

    Beijos,
    Dai | Blog Cheiro de Livro Nacional

    ResponderExcluir
  6. Oiii. Eu indiquei o seu blog para uma tag. Dá uma olhada e me avisa quando responder. Beijos
    https://imaginelabirintos.wordpress.com/2016/02/15/tag-the-liebster-awards/

    ResponderExcluir
  7. Olha tenho gostado da maioria das resenhas que você tem elaborado aqui em seu blog e não posso deixar de dizer que tu tem uma escrita realmente muito boa. Adorei saber um pouco mais sobre esse livro do Nicholas Sparks. Eu ainda não li todos dele, mas tenho muito interesse, até porque os romances dele são bem conhecidos e todos me parecem ser lindos. Espero ainda esse ano fazer quem sabe uma maratona só de Nicholas Sparks quem sabe rs

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/02/luz-camera-e-acao-14_14.html

    ResponderExcluir
  8. Em geral eu não gosto de Nicholas Sparks. Tive muita preguiça dos 3 ou 4 livros que li dele e acabei desistindo. No começo da leitura da sua resenha achei super interessante abordar o importantíssimo tema de sempre a mulher levar a culpa em casos de assédio, mas à medida que fui lendo me parece que o tema não é nada aprofundado, né? Só a "desculpa" para a menina ir para as ruas. Acabei me desapontando e não vai entrar na lista. :-/
    Mas bela resenha!

    Infinitos Livros

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Olá, Thayenne!
    Eu também me apaixonei por esse livro e fiquei com saudades dele ao ler sua resenha! Para mim, foi um dos melhores do "Tio Nic", com muita chance de eu reler (quase nunca releio livros). É uma história marcante e concordo com você: o suspense proposto pelo autor faz com que a leitura seja ainda mais rápida e o final do livro é emocionante, bem ao estilo dele, que eu adoro. Não apenas o água com açúcar, que é a tradição do autor, como os finais cheios de movimento e emoção, é claro!
    Abraço!

    Karla Samira
    http://www.pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá!

    Ultimamente não estou muito chegada no Nicholas apesar de eu já ter lido vários livros dele. Mas essa estória me pareceu muito interessante, devido a vida conturbada que a protagonista teve e por encontrar alguém que a ajudou. Achei interessante de ter esse mist3rio e a busca pelo culpado também. Acho que eu daria uma chance a esse livro sim.

    Beijinhos!
    Cantinho Cult

    ResponderExcluir

© Entre óculos e Livros - Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayanne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo