Curta e fique por dentro!

Resenha #76: Grey.



Título original: Grey
Autor (a): E. L. James
Editora: Intrínseca 
ISBN: 9788580577730

Sinopse: Na voz de Christian, e através de seus pensamentos, reflexões e sonhos, E L James oferece uma nova perspectiva da história de amor que dominou milhares de leitores ao redor do mundo. Christian Grey controla tudo e todos a seu redor: seu mundo é organizado, disciplinado e terrivelmente vazio até o dia em que Anastasia Steele surge em seu escritório, uma armadilha de pernas torneadas e longos cabelos castanhos. Christian tenta esquecê-la, mas em vez disso acaba envolvido num turbilhão de emoções que não compreende e às quais não consegue resistir. Diferentemente de qualquer mulher que ele já conheceu, a tímida e quieta Ana parece enxergar através de Christian além do empresário extremamente bem-sucedido, de estilo de vida sofisticado, até o homem de coração frio e ferido. Será que, com Ana, Christian conseguirá dissipar os horrores de sua infância que o assombram todas as noites? Ou seus desejos sexuais obscuros, sua compulsão por controle e a profunda aversão que sente por si mesmo vão afastar a garota e destruir a frágil esperança que ela lhe oferece?

"E aí você escreve uma coisa assim e quero fugir aos gritos para as montanhas. Não vou fazer isso, claro, porque sentiria sua falta. Sentiria mesmo. Quero que a gente dê certo, mas estou apavorada com a profundidade do sentimento que tenho por você."

A estória do livro todo mundo já conhece. Christian Grey, bilionário de 27 anos que acaba conhecendo e ficando fascinado por Anastasia Steele, estudante do curso de Literatura Inglesa de 21 anos.

"Ando em perigo desde que conheci você, Sr. Grey."

Christian foi adotado aos 5 anos, após o falecimento da sua mãe. No primeiro livro da trilogia (que não é mais trilogia), acredito que por ser pelo ponto de vista da Anastasia a autora preferiu não se aprofundar neste relacionamento mãe-filho. Já neste livro o que mais vemos, através de fragmentos, além dos sentimentos do Christian pela Ana, são os sentimentos dele para com sua mãe. Ele tem muitos pesadelos e são através deles que podemos conhecer sua estória, como o que ele sentia pela mãe, como era tratado por ela, um vislumbre do dia em que ela morreu, quando foi adotado, seus pensamentos sobre a nova família e a primeira vez que falou depois da adoção.

São coisas pequenas, mas que foram importantes para tentarmos entender o porquê de o Christian ser assim. Confesso que o relacionamento dele com a Ana não é dos mais convencionais, porém é verdadeiro! Isso foi uma das coisas que a E.L. James deixou bem claro. Pelo POV (ponto de vista, em português) da Ana não tínhamos tanta certeza sobre os sentimentos dele, afinal ele corria como o diabo corre da cruz de conversas sobre sentimentos e optava por demonstrar da forma dele, que por muitas vezes foram ambíguas, seus sentimentos por ela. 
É intrigante conhece-lo "realmente", ele tem uma bagagem emocional muito densa, os pensamentos dele são, em sua maioria, desanimador, ele é muito obscuro! 

"Christian, você já demonstrou ser uma pessoa extremamente capaz, apesar dos seus problemas. Você é um sujeito singular. Quando foca em um objetivo, vai em frente e o alcança, geralmente superando todas as próprias expectativas. Depois de ouvir você falar hoje, fica claro que estava focado em conseguir colocar Anastasia onde queria que ela estivesse, mas não levou em consideração a inexperiência nem os sentimentos dela. Me parece que você estava tão focado em alcançar seu objetivo que não prestou atenção no caminho que estavam percorrendo juntos."

A leitura é repetitiva, e muita gente não gostou. Eu, particularmente, amei! E se você também é fã da trilogia 50 tons irá gostar de Grey <3

A diagramação seguiu o mesmo estilo dos outros três livros, mas a capa deste está milhões de vezes mais bonita do que as outras. Acredito que a simplicidade da capa trouxe um charme maior ao livro, a combinação é fantástica!

"É como estar com saudade de casa e já ter voltado para lá, tudo ao mesmo tempo, é apavorante."

Já leram? Gostaram? Querem ler? Ficaram curiosas? Deixe aqui embaixo seu comentário. Beijos e até o próximo post.

20 comentários:

  1. Olá!
    Eu só assisti o filme de 50 tons de cinza e não gostei. Não sei como é o livro, mas achei, pelo filme, uma história vazia com personagens sem motivação para suas ações.
    Agora com esse livro aí com o POV do Gray imagino que tenha dado mais intensidade a história e ajudado a entender mesmo as atitudes dele.
    bjs
    diariodeumapsicopedagoga.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oii, olha eu sou leitora avisa da E.L James e 50 tons e meu xodó. Eu estou evitando ao máximo Lee qualquer coisa sobre grey pois ainda não li o livro. Mas em breve pretendo ler. Sua resenha foi meio tortura pra mim kkkk mas está bem escrita calma e comigo mesmo RS.

    Beijos
    Booksandcarpediem.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu amo a trilogia 50 Tons, mas acho as cenas hot muito repetitivas, mas isso não tira o mérito da obra, que amo, já falei isso? kkk enfim, comprei o meu Grey na black friday e ele chegou hoje, na agência affs, só poderei ir buscar na sexta. Quase infartei quando vi a tua resenha kkk estou louca para ler o meu e ver esses detalhes me deixou ainda mais curiosa por ele, acredito que seja muito tenso mesmo e os sonhos do Christian devem ser tristes e dolorosos.

    ResponderExcluir
  4. Olha por esses dias estreou o filme 50 tons no telecine e comecei a assistir uns pedaços e sinceramente não curti muito não. Achei as cenas muito fortes e não me admira que deu no jornal no dia da estreia que teve muita violência sexual nos EUA por conta do filme. Isso também leva os homens a querer fazer o mesmo e eu achei realmente muito desnecessário algumas coisas. Nunca tive muita vontade nem de ler os livros. Mas tipo, seilá, eu achei o cara meio doente sério. Não justifica ele ter aquele comportamento.

    Mas agora lendo a resenha desse livro que fala do personagem, eu entendo seus motivos, porque muitas pessoas tem algumas personalidades por conta de algo que sofreu no passado ou por algum trauma. Isso sinceramente mexe mesmo com o psicologico da pessoa, mas mesmo assim sério, eu achei que o filme foi muito forte, até para as pessoas mais jovens que foram assistir.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/12/resenha-esperando-por-doggo.html

    ResponderExcluir
  5. Ola Thay eu particularmente amo a trilogia, e adorei saber desse livro e conhecer melhor os pensamentos medos e desejos do Grey, eu adoro esses livros na versão do protagonistas nos sentimos mais perto deles. Vou ler com certeza. beijos

    Joyce

    ResponderExcluir
  6. Oii!

    Eu já vi diversas criticas negativas para essa obra. Mas na real eu acho que o pessoal foi com muita sede ao pote.
    Gostei da sua resenha e de saber que você curtiu.
    Eu não li ainda, nem pretendo ler por enquanto. Acho que pode acabar com o brilho da obra pra mim... Enfim, acho a escrita da autora sensacional e essa obra foi um marco para o genero por aqui.


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  7. Olá, Thayenne.
    Esse é um livro que dificilmente lerei. Uma vez só já me bastou. Nem me imagino lendo essa mesma história duas vezes. Eu achei a Ana muito sem graça e o Christian é o tipo de homem que eu passo longe. Mesmo você falando que nesse livro dá para entender ele. Mas eu não acho que ele seja assim por causa de trauma não. Ele seria mandão e grosso mesmo se tivesse sido diferente.

    ResponderExcluir
  8. Oie,
    Não li nenhum dos livros e confesso que nçao pretendo ler em nenhum momento. Talvez eu veja o filme, mas como sempre dizem que a personagem é sem graça e tal eu perco a fé nessa história

    Beijos da Fê
    As Catarina´s

    ResponderExcluir
  9. Oiee ^^
    Eu ainda não li 50 tons, e, para ser sincera, não tenho um pingo de curiosidade de ler, pelo menos não agora. Estou um pouco cansada de histórias eróticas, então não é o tipo de livro que eu quero *-* Fico feliz que você tenha gostado de "Grey", vi que bastante gente não curtiu por ser um pouco repetitivo.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Que bom que amou a leitura, mesmo com essa característica dela ser repetitiva. Deve ser bem interessante para os fãs esse livro, o fato de poder conhecer melhor Christian Grey e sua bagagem emocional densa. Particularmente, não curto livros do tipo, e apesar de ter Cinquenta tons aqui não me animei a ler e nem sei se um dia me animarei... então provavelmente não lerei Grey também não.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  11. Olá, menina eu sou apaixonada pela trilogia e pense no meu surto quando lançaram esse livro. Pena que eu não tive oportunidade de lê-lo ainda, mas com certeza ele já está na minha lista! Amei a sua resenha e estou doida para conhecer todos os lados do Grey!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  12. Oiie,

    O primeiro livro que li erótico foi o 50 tons, mas eu li ele de formar diferencial, eu não li por causa das cenas de sexos ou do modo que ele tratava as mulheres, e sim a estória dele com a Ana, o modo que o amor pode mudar a vida de uma pessoa, ela que com seus traços simples, menina moleca soube modicar a vida de anos de uma pessoa que acreditava que só tinha aquele modo de viver. Li toda a trilogia em 3 dias e comprei o Grey para ler, vou começar esse final de semana, e tenho certeza que vou amar por conhecer um pouco mais sobre os sentimentos dele.

    bjs

    ♡ Amantes da Leitura

    ResponderExcluir
  13. Oi
    Tudo bom?
    Dificilmente lerei esse livro... Li a trilogia e não me envolvi, acabei feliz por ter finalizado a série. Não pretendo ler mais Ana e Grey.
    Mas que bom que vc gostou!
    Sua resenha ficou ótima, e se já não conhecesse a trilogia, me arriscaria!
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oláá,
    Eu não sou muito fã de 50 Tons de Cinza pois não é muito meu estilo. Já vi o filme, que foi bom, mas não foi aquilo que tanto diziam. Já tentei ler o livro também, mas parei. Mas acho uma ótima ideia os livros que passam o ponto de vista do protagonista masculino, pois realmente passamos o tempo todo tentando adivinhar o que ele pensa, imagina então o Grey que tem toda uma mente complexa Kkkkk. Senti que essa é uma das boas partes do livro, e fico feliz que vocês fãs ganharam esse presente da autora!
    Bjinhoss

    ResponderExcluir
  15. Olá!!!
    Quando soube do lançamento do livro logo achei um exagero e fui contra e falei que não iria ler, sendo que uma amiga leu e adorei, muito mais do que na visão da Ana. E vendo sua resenha estou pensando em dar uma nova chance ao Grey. Parabéns pela resenha, mas descordo em relação a capa, esta é bem bonita, sendo que as outras além de lindas são um luxo.

    Beijos Carla Fernanda

    ResponderExcluir
  16. Ei Thayenne!
    Eu fiquei na parte das "pessoas que não gostam e não querem nem chegar perto" hahahahaha ah, acho que não vou pegar pra ler nem um livro da trilogia nem esse novo. Acho o enredo fraco, a tradução patética e a autora.. bem, acabou não me agradando :/
    bjss
    http://umavidaliteraria1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi, comecei a ler o primeiro livro da trilogia no ano passado e não flui, não curti e nem tenho pretensão de voltar a ler um dia, por isso troquei em um sebo. Fico feliz que tenha curtido a leitura e que seja fan, leitura é isso aí, tu gostar de algo sem se importar com a opinião alheia.

    bjs

    ResponderExcluir
  18. Oi, flor.
    Não é a primeira resenha que afirma que o livro é um tanto repetitivo, mas também não é a primeira que afirma ter sido uma ótima leitura (rs). Acho que é um bom livro para os fãs da série. Eu ainda não li 50 Tons, mas pretendo. Acho que deve ser um bom romance erótico. :) Se gostar, pretendo ler Grey.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Olá
    Ganhei esse livro de aniversário, mas ainda não li, sem tempo mesmo.
    Mesmo já conhecendo a história, acho que vou adorar ver o ponto de vista dele e como foi o relacionamento dele com a mãe.
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Eu não li a trilogia, mas li Grey e gostei bastante. Não consigo gostar 100% do livro/filme, mas foi uma leitura ok e um bom entretenimento :D Fora que o Christian é um pedaço de mal caminho... hehehe
    Beijo!

    ResponderExcluir

© Entre óculos e Livros - Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayanne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo