Curta e fique por dentro!

Resenha #52: Sombras Prateadas.



Título original: Silver Shadows
Autor (a): Richelle Mead
Editora: Seguinte
Páginas: 367
ISBN: 9788565765596

Sinopse: Sydney Sage arriscou tudo. Ainda infiltrada na organização, trabalhava contra os alquimistas e vivia um romance secreto com o vampiro Adrian Ivashkov. Qualquer deslize poderia trazer tudo por água abaixo, e foi exatamente o que aconteceu: sua própria irmã descobriu seu relacionamento proibido e a denunciou, fazendo com que Sydney fosse capturada pelos seus pares e mandada para a terrível reeducação. Cercada de inimigos e sem saber onde estava ou como sairia dali, Sydney luta para manter sua identidade, sua capacidade de pensar por si mesma e, principalmente, a esperança de que encontrará Adrian novamente. 

"Às vezes, nos meus momentos mais sombrios, eu temia que as palavras originais fossem mais adequadas: Tudo se parte, o centro não aguenta."

Por conta do final bombástico de Coração Ardente, eu desejei muito ler Sombras Prateadas, mas acredito que coloquei expectativas demais. Acabei indo com muita sede ao pote, e acabei não curtindo tanto.

O livro continua sendo alternado pelos pontos de vistas do Adrian e da Sidney, o que foi ótimo, principalmente depois que a Sidney foi levada para a reeducação. Eu achava que só o ponto de vista da Sidney nesta situação ficaria muito chata, mas foi totalmente o contrário.

As partes em que a Sidney narrava eram boas para compreendermos o que acontecia no complexo e como eram feitas as reeducações, tiveram partes que foram de parti o coração, mas necessárias. E a Sidney mais uma vez subiu no meu conceito. E é por isso que gosto tanto das personagens femininas da Richelle, todas as que já conheci eram fortes, determinadas, inteligentes e muito independentes. E a Sidney não foi diferente, ela aguentou todo tipo de "tortura" e mesmo assim se manteve firme e sã.

O Adrian me decepcionou demais neste quinto livro. Eu acreditava que ele estava crescendo, evoluindo, mudando. Mas, não! Bastou passarem algumas semanas sem a Sidney e ele voltou a cultivar todos os hábitos autodestrutivo que tinha antes. E parou com a medicação que controlava suas emoções e o espírito. Espero que no próximo livro ele possa finalmente se encontrar, e perceber que ele não precisa de ninguém, além dele mesmo, para continuar bem.

"Você disse que, quando saiu da prisão, entendeu as coisas que realmente importavam. Pelo jeito não, se está disposta a viver essa farsa, com um homem que não te respeita, por status e dinheiro! Nenhuma segurança vale isso. E me recuso a acreditar que é o máximo que posso esperar do amor. Existe mais do que isso. Eu vou ter mais do que isso."

A leitura no começo do livro é bem arrastada e demorei muito para engrenar a leitura, mas fico feliz por não ter desistido. Valeu cada momento, o final compensou e muito, o início arrastado. Um dos finais mais engraçados, triste e embaraçoso ao mesmo tempo.
E no final irá acontecer uma coisa que deixará as coisas mais tensas do que já estão ;)


Então, é isso, espero que gostem! Beijos e até o próximo post. 

Um comentário:

  1. Oi Thayenne,
    Eu ainda não li nada da autora, mas é sempre bom ler resenhas positivas.
    Adorei que essa série se mantém, as capas são lindas.

    bjs
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir

© Entre óculos e Livros - Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayanne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo