Curta e fique por dentro!

Resenha #44: A Morte de Sarai.



Título original: Killing Sarai
Autor (a): J.A Redmerski
Editora: Suma de Letras
Páginas: 255
ISBN: 9788581052571

Sinopse: Sarai era uma típica adolescente americana: tinha o sonho de terminar o ensino médio e conseguir uma bolsa em alguma universidade. Mas com apenas 14 anos foi levada pela mãe para viver no México, ao lado de Javier, um poderoso traficante de drogas e mulheres. Ele se apaixonou pela garota e, desde a morte da mãe dela, a mantém em cativeiro. Apesar de não sofrer maus-tratos, Sarai convive com meninas que não têm a mesma sorte. 
Depois de nove anos trancada ali, no meio do deserto, ela praticamente esqueceu como é ter uma vida normal, mas nunca desistiu da ideia de escapar. Victor é um assassino de aluguel que, como Sarai, conviveu com morte e violência desde novo: foi treinado para matar a sangue frio. Quando ele chega à fortaleza para negociar um serviço, a jovem o vê como sua única oportunidade de fugir. Mas Victor é diferente dos outros homens que Sarai conheceu; parece inútil tentar ameaçá-lo ou seduzi-lo. 
Em A morte de Sarai, primeiro volume da série Na Companhia de Assassinos, quando as circunstâncias tomam um rumo inesperado, os dois são obrigados a questionar tudo em que pensavam acreditar. Dedicado a ajudar a garota a recuperar sua liberdade, Victor se descobre disposto a arriscar tudo para salvá-la. E Sarai não entende por que sua vontade de ser livre de repente dá lugar ao desejo de se prender àquele homem misterioso para sempre.

"Ela já viu demais, já sentiu demais. Demonstra todos os sinais de ter perdido a capacidade de reagir de forma adequada ao medo e ao perigo. Está insensível ao perigo, e isso por si só é uma sentença de morte." 

Você percebe que uma pessoa já viu de tudo na vida quando ela fala de sequestro e estupro como se dissesse que o céu é azul. E quando mesmo sem conhecer o americano, entra escondido em seu carro, sabendo que o americano é um assassino de aluguel, e que ainda assim pode escapar.

Sarai tem 23 anos e desde os 14 mora num cartel de drogas, tudo porque sua mãe uma viciada acaba fazendo "negócios" com um poderoso traficante, Javier.

Após a morte de sua mãe, Sarai é mantida em cativeiro, por Javier, que acredita estar apaixonado por ela. Sendo obrigada a ver coisas repugnantes, mas sem realmente fazer parte disso, o único privilégio por se a favorita de Javier. Sarai ainda tem esperanças de fugir.
E vê sua oportunidade surgir quando um americano assassino de aluguel chega ao cartel para fazer negócios.

Sarai arma sua fuga de maneira rápida, ela até tenta levar sua amiga, Lydia, consigo, mas esta com medo não foge. Sarai promete voltar para buscar-la e segue com o plano. Que acaba sendo fácil por conhecer as fraquezas da segurança.

Porém assim que Victor - que até então ela não sabia o nome - chega ao carro, nota a sua presença. E acaba a usando como moeda de troca, por saber muitas coisas incriminatórias, Javier aceita a proposta. Só que no local marcado tudo sai do controle e é iniciada uma caçada.

O livro aborda vários temas tensos, porém não de uma forma aprofundada, confesso que gostei disso, pois o que dar a entender durante a leitura é, que o foco principal são as cenas de ação e o envolvimento dos protagonistas.

A estória me deixou muito ansiosa por mais, e graças aos céus sua continuação já foi lançada aqui no Brasil. Tenho expectativas de que minhas dúvidas sejam respondidas neste segundo livro. E não seria diferente não é mesmo? Depois desse final super vago. Fiquei ainda mais curiosa para saber o que acontecerá e sabe mais sobre a Ordem, que foi algo que me intrigou muito.


Então, é isso! Beijos e até o próximo post.

Um comentário:

  1. nossssaaaa que ..... dahora eu adoro esse tipo de livro que tem um super mistério envolvido.

    Spoiler Mania

    ResponderExcluir

© Entre óculos e Livros - Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayanne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo