Curta e fique por dentro!

Resenha #41: Um Dia.



Título original: One Day
Autor (a): David Nicholls
Editora: Intrínseca
Páginas: 410
ISBN: 9788580570458

Sinopse: Dexter Mayhew e Emma Morley se conheceram em 1988. Ambos sabem que no dia seguinte, após a formatura na universidade, deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de pensar um no outro.
Os anos se passam e Dex e Em levam vidas isoladas - vidas muito diferentes daquelas que eles sonhavam ter. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois.
Ao longo dos vinte anos seguintes, flashes do relacionamento deles são narrados, um por ano, todos no mesmo dia: 15 de julho. Dexter e Emma enfrentam disputas e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risos e lágrimas. E, conforme o verdadeiro significado desse dia crucial é desvendado, eles precisam acertar contas com a essência do amor e da própria vida.

"- E por que não agora?- Porque não. Porque é tarde demais. Tarde demais para nós dois. Eu já estou cansada."

Desde o início achei o Dexter um babaca. Ele tratava as mulheres como algo descartável, quando sua mãe adoeceu só se preocupou como seria viver num mundo sem ela, e com isso abusando ainda mais das drogas, bebidas e do sexo. Nunca desgostei tanto de um personagem masculino quanto o Dexter. Ele era um egoísta.
Veio de uma boa família, sempre estudou nos melhores colégios, convivia com ambos os pais, não tinha razão nenhuma para agir tão irresponsavelmente.

Gostei da Emma já nos primeiros capítulos, ela é divertida, sarcástica, tem problemas com a autoestima, sonha em ser escritora e acha que através disso pode mudar o pensamento de algumas pessoas.

Emma e Dexter se conheceram na faculdade, desde que o viu pela primeira vez Emma gostou do Dexter, mesmo quando desaprovava determinadas atitudes. Porém, nunca deixou de apoia-ló. Eles tem anos de história mal-resolvida.
Acredito que o Dexter sempre tenha gostado da Emma, mas por ser tão desprovido de apego sentimental, não tenha dado o devido valor ao sentimento.

O livro é uma estória de como duas pessoas que se amavam passaram tantos anos na friendzone, por vários motivos, mas o principal deles é: não se acharem suficiente para o outro.
A estória é boa, com personagens sobre os quais podemos tirar várias lições, porém eu a li no tempo errado. Sou dessas que acredita em tempo determinado para se ler algo. E com Um Dia não era o tempo. Não é, que eu não tenha gostado da leitura, só não rolou aquela conexão.


Então, é isso! Beijos e até o próximo post.

Nenhum comentário

Postar um comentário

© Entre óculos e Livros - Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayanne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo