Curta e fique por dentro!

Resenha #32: O Duque e eu.



Título original: The Duke and I
Autor (a): Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 281
ISBN: 9788580411461

Sinopse: Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo.
Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta.
Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.

"Simon sentiu a raiva crescer dentro dele, revirando seu estômago, pressionando sua pele até ele achar que ia explodir. Não era raiva de Daphne, nem de si mesmo. Era, como sempre, dirigida ao homem cuja presença - ou ausência - sempre conseguira ditar sua vida."

Li este livro em apenas um dia. É leve e divertido, com doses certas de drama e ação. A Julia Quinn ganhou meu coração com a estória de O Duque e eu.

A personagem principal é o oposto do que as mulheres naquela época eram. Ela é decidida, sarcástica e costuma sempre falar o que pensa. Por sua vez o Duque Simon Basset também não fica nem um pouco atrás, ele tem um passado confuso e triste, que atualmente anda interferindo no seu presente.
O maior medo do Simon é se tornar um homem cruel e frio como outrora foi seu pai. E por isso, ele não se deixa ser envolvido, e mesmo quando aconteceu, ele tentou ao máximo resistir, porém Daphne Bridgerton não é alguém que desisti fácil do que quer.

"- Eu só quero você - disse ela baixinho. - Não preciso do mundo, só do seu amor."

O livro me fez dar boas risadas, e o mistério em torno da Lady Whistledown da uma instigada a mais na estória.


Então, é isso! Beijos e até o próximo post.

Nenhum comentário

Postar um comentário

© Entre óculos e Livros - Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayanne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo