Curta e fique por dentro!

Resenha #24: Fale!



Título original: Speak
Autor (a): Laurie Halse Anderson
Editora: Valentina
Páginas: 224
ISBN: 9788565859073

Sinopse: Fale sobre você... Queremos saber o que tem a dizer. Desde o primeiro momento, quando começou a estudar no colégio Merryweather, Melinda sabia que isso não passava de uma mentira deslavada, uma típica farsa encenada para os calouros. Os poucos amigos que tinha, ela perdeu ou vai perder, acabou isolada e jogada para escanteio. O que não é de admirar, afinal, a garota ligou para a polícia, destruiu a tradicional festinha que os veteranos promovem para comemorar a chegada das férias e, de quebra, mandou vários colegas para a cadeia.
E agora ninguém mais quer saber dela, nem ao menos lhe dirigem a palavra - insultos e deboches, sim - ou lhe dedicam alguns minutos de atenção, com duvidosas exceções. Com o passar dos dias, Melinda vai murchando como uma planta sem água e emudece. Está tão só e tão fragilizada que não tem mais forças para reagir.
Finalmente encontra abrigo nas aulas de arte, e será por meio de seu projeto artístico que tentará retomar a vida e enfrentar seus demônios: o que, de fato, ocorreu naquela maldita festa?

"O intuito de não conversar sobre aquilo, de silenciar a lembrança, é fazer com que ela vá embora. Mas não é o que acontece."

Melindra nunca imaginou o que sua vida se tornaria após uma simples festa. Festa essa em que ela ficou bêbada e acabou chamando a polícia.

Depois disso sua vida escolar - e pessoal - se tornou um inferno. Ninguém queria ser seu amigo ou ao menos ser ligado a ela, muito menos queriam escutar o que ela tinha para falar, nem mesmo seus pais. E ela tinha muito medo de tomar a iniciativa de contar. Afinal, o monstro ainda estava a solta, e poderia ser que ninguém acreditasse nela.

É muito difícil para alguém que sofreu ou sofre de abuso sexual falar sobre o que lhe aconteceu. Muitas vezes eles mantêm isso para si, e buscam formas um tanto quanto auto-destruídas. No caso da Mel, ela optou por ser "invisível", não empenhava em se relacionar e aceitava quando as vezes falavam dela de forma negativa, o que acontecia constantemente, ela nunca se queixava apenas concordava. E isso é um ato de auto-destruição, você vai ficando doente aos poucos, sem perceber, até que encontra-se em uma depressão, e isso quase aconteceu com a Mel. Se não fosse pela interferências dos seus pais. Tudo bem que quando eles interferiam não foi porque notaram o estado que ela se encontrava, e sim porque suas notas estavam baixas, apenas mais um indício de que ela não estava bem.

Ela tem que se dedicar à escola, e está indo bem, apesar de tudo. Mas aí sua ex-melhor amiga começa a namorar o monstro, e é a primeira vez que ela fala sobre o que aconteceu a alguém.

Desde do começo o leitor sabe o que aconteceu com a protagonista. Mesmo com a autora tentando fazer suspense, não sabemos de primeiro quem fez, mas sabemos o que houve. 

Eu gosto do livro, confesso que esperava mais. Quando você pega o ritmo da leitura é bem difícil de largar. Recomendo, e é um assunto que sempre requer atenção e destaque. E a Editora Valentina arrasou nas informações que se encontram no capítulo intitulado de extras. Vale muito a pena ler e manter os olhos abertos para quaisquer sinais.

Nenhum comentário

Postar um comentário

© Entre óculos e Livros - Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayanne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo