Curta e fique por dentro!

Resenha #3: Proibido.

Título Original: Forbidden.
Editora: Valentina.
Páginas: 302
Autora: Tabitha Suzuma.
ISBN: 9788565859363

Sinopse
Ela é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filho há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis. Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes.

Ouvi falar deste livro num blog, só que na ocasião ele ainda não havia sido lançado aqui no Brasil, e infelizmente, não sei ler em inglês. Então, recebi uma linda notícia de que seria publicado pela Editora Valentina.
Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa?
Eu coloquei esse livro em altas expectativas, mas de alguma forma a autora conseguiu ir além, foi o livro mais fantástico que li neste ano. Ele me fez refletir sobre várias coisas. Eu sempre soube que o tema principal era muito polêmico, mas não imaginava que a forma como foi descrita, fosse me deixar tão sentida pelos protagonistas.
Mas o vazio se escancara como uma caverna dentro do meu peito. Sinto uma solidão terrível o tempo todo. Mesmo estando cercado por outros alunos, há um tela invisível entre nós, e por trás da parede de vidro estou gritando - gritando em meu próprio silêncio, gritando para que me notem, que sejam meus amigos, que gostem de mim.
Ao mesmo tempo em que a autora conseguiu passar a dimensão do sentimentos deles - e em muitos capítulos você se pega torcendo por eles -, ela conseguiu passar também o fato de que para a sociedade é totalmente errado, mas de uma forma que não fosse de um todo uma crítica. E foi o que mais achei legal no livro, falar sobre um tema tão tenso sem deixar com que pessoas que já passaram ou passam pelo mesmo se sentirem inferiores. Um livro doce, mas também amargo. E que com certeza vai amar e se solidarizar com muitas das situações com as quais a Maya e o Lochan tem que lidar.
No final das contas, o que importa mesmo é o quanto você pode suportar, o quanto pode resistir.


Nenhum comentário

Postar um comentário

© Entre óculos e Livros - Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayanne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo